Exército sírio recupera terreno do Estado Islâmico e está próximo de Palmira

Combates foram retomados na madrugada desta sexta-feira na região de Al Bayarat, no leste da província central de Homs, onde fica Palmira

Por O Dia

Cairo - O Exército e as milícias leais ao presidente da Síria, Bashar al Assad, estão a 24 quilômetros da cidade histórica de Palmira, após recuperar parte do terreno perdido para o grupo jihadista Estado Islâmico (EI), que retomou esta cidade no mês de dezembro do ano passado.

Segundo a ONG Observatório Sírio de Direitos Humanos, os combates foram retomados depois da meia-noite na região de Al Bayarat, no leste da província central de Homs, onde fica Palmira.

A agência oficial de notícias síria, a "S A N A", informou sobre o controle pelas forças de Damasco das fazendas de Al Kalabiya e afirmou que tinham infligido grandes perdas aos "terroristas do Daesh" (acrônimo em árabe do EI).

Exército sírio a caminho de Palmira Reprodução / Syrian Arab News Agency

O EI retomou Palmira, cujas ruínas greco-romanas são Patrimônio Mundial da Unesco, no dia 11 de dezembro, dias após lançar uma ofensiva contra posições do Exército no leste de Homs, na fronteira com o Iraque.

A primeira vez que os jihadistas conquistaram a cidade foi em 20 de maio de 2015, mas foram expulsos dez meses depois pelos soldados sírios, apoiados pela aviação russa.

Palmira foi nos séculos I e II d.C. um dos centros culturais mais importantes da época e ponto de encontro das caravanas na Rota da Seda, que atravessavam o deserto do centro da Síria.

Últimas de _legado_Mundo e Ciência