Sobe para 65 número de vítimas em deslizamento de lixo

A Anistia Internacional (AI) informou que algumas pessoas moravam no local e outras procuravam entre os rejeitos objetos de valor

Por O Dia

Adis Adeba - O número de mortos no deslizamento de lixo ocorrido no último sábado, na Etiópia, subiu para 65, conforme informações oficiais. O grande "lixão" fica nos arredores de Adis-Abeba, capital do país. Ainda de acordo com as fontes, dezenas ficaram feridos.

Segundo a agência EFE, as escavações continuam e é possível que mais vítimas sejam encontradas. A maioria dos corpos é de mulheres. Outro fator preocupante é o número de desaparecidos.

No momento em que a tragédia aconteceu, mais de 150 pessoas estavam no Lixão de Repi, o mais antigo da capital. A Anistia Internacional (AI) informou que algumas pessoas moravam no local e outras procuravam entre os rejeitos objetos de valor.

"O governo etíope é totalmente responsável por este desastre totalmente evitável. Estava ciente de que o aterro tinha ultrapassado a capacidade, mas continuou a usá-lo", afirmou o diretor regional da AI, Muthoni Wanyeki, nesta segunda-feira.

Últimas de _legado_Mundo e Ciência