Em menos de três meses, mais de 500 refugiados morreram no mar Mediterrâneo

A grande maioria das mortes aconteceram na rota que une Líbia e Itália

Por O Dia

Itália - Um total de 525 refugiados e imigrantes ilegais morreram nas águas do Mediterrâneo na tentativa de chegar à Europa desde o início do ano, o que representa 43 a mais do que no mesmo período de 2016, informou nesta terça-feira a Organização Internacional de Migrações (OIM). Estas mortes foram contabilizadas entre 1º de janeiro e 12 de março, indicou a OIM em comunicado.

Do total de mortes, 481 ocorreram na rota do Mediterrâneo central que une Líbia e Itália, 2 na do Mediterrâneo oriental e 42 na ocidental.

Guarda costeira italiana resgata imigrantes no MediterrâneoAgência Lusa

No total, 19.653 refugiados e imigrantes ilegais entraram na Europa por mar até 12 de março frente aos 152.701 registrados no mesmo período de 2016, o que representa uma grande queda.

Últimas de _legado_Mundo e Ciência