Passageiros imobilizam suposto terrorista em avião na Austrália

O homem que afirmava ter uma bomba tentou invadir a cabine dos pilotos. A aeronave precisou fazer um pouso de emergência

Por O Dia

Passageiro foi amarrado por tripulantes e passageiros após tentar invadir cabineReprodução Twitter

Sydney - Um homem que gritou carregar uma bomba em um avião da Malaysia Airlines, nesta quarta-feira, precisou ser imobilizado por passageiros e tripulantes, após tentar invadir a cabine dos pilotos. A ação do suspeito, um cidadão do Sri Lanka, provocou uma aterrissagem de emergência na cidade de Melbourne, na Austrália. 

A aeronave aterrissou no aeroporto de Melbourne, de onde tinha decolado cerca de 20 minutos antes, e os passageiros se encontram sãos e salvos, informou o SUN.

A polícia australiana disse à emissora "News9" que está investigando o incidente, sem oferecer mais detalhes. A Malaysia Airlines afirmou em um comunicado que o "voo MH128", que partiu de Melbourne com destino a Kuala Lumpur teve que voltar à cidade de origem por causa de um passageiro conflituoso", sem mencionar o alarme de bomba.

A companhia aérea disse que o avião partiu às 23h11 local (10h11, de Brasília) e tinha previsto chegar em 1 de junho em Kuala Lumpur.

Em 8 de março de 2014, um avião de Malaysia Airlines, com o número de voo MH370, desapareceu com 239 pessoas a bordo no Oceano Índico. Quatro meses mais tarde, outra aeronave da companhia aérea malaia foi derrubada por um míssil com 298 pessoas a bordo quando sobrevoava a Ucrânia, sem que houvesse sobreviventes.

Com informações da EFE

Últimas de _legado_Mundo e Ciência