Deslizamento de terra deixa 15 mortos e mais de 100 desaparecidos na China

O deslizamento aconteceu no vilarejo de Ximo, ao pé de uma colina, na província de Sichuan, às 6H00 locais

Por O Dia

Pequim - Ao menos 15 pessoas morreram e mais de 100 estão desaparecidas após um gigantesco deslizamento de terra em uma localidade isolada do sudoeste da China, onde as equipes de emergência trabalham sob a chuva para tentar encontrar sobreviventes.

As autoridades confirmaram que 15 corpos foram recuperados e revisaram o número de desaparecidos para mais de 100. O deslizamento aconteceu no vilarejo de Ximo, ao pé de uma colina, na província de Sichuan, às 6H00 locais (19H00 de Brasília, sexta-feira), sepultando ao menos 62 casas, informou o canal estatal CCTV.

Militares chineses e trabalhadores de resgate procuram por vítimas em local onde aconteceu deslizamentoAFP

Um casal e seu bebê de um mês foram socorridos e levados para um hospital, informaram as autoridades da cidade vizinha de Maoxian "Estava trocando a fralda do meu filho quando ouvi um barulho enorme. A casa tremeu", explicou o pai, Qiao Dashi, em entrevista à CCTV no hospital.

"Fomos arrastados. As rochas chegaram até a nossa sala. Minha mulher e eu conseguimos escalar, pegamos o nosso bebê e nos resgataram", disse.

Outro sobrevivente foi localizado e as equipes de resgate trabalhavam para liberá-lo dos escombros.

A CCTV exibia imagens ao vivo de policiais e moradores observando a ação das máquinas que retiravam os escombros.

Quase 300 policiais, militares e bombeiros foram mobilizados, segundo a agência estatal Xinhua. Outros 500 bombeiros, com cães farejadores, foram convocados para viajar até a região e ajudar nas operações, que prosseguiam durante a noite.

Últimas de _legado_Mundo e Ciência