Mais Lidas

Google é multado em mais de 2 bilhões de euros pela União Europeia

Comissão condenou a empresa por abuso de posição dominante nas ferramentas de busca na internet. Grupo tem 90 para encerrar a prática

Por rodrigo.sampaio

Bruxelas - A Comissão Europeia anunciou nesta terça-feira uma multa recorde de 2,42 bilhões de euros ao Google por abuso de posição dominante nas buscas de internet, com o objetivo de favorecer seu comparador de preços Google Shopping. Além da multa, também foi pedido ao Google que encerre em um prazo de 90 dias esta prática, sob a ameaça de novas multas de até 5% do faturamento médio diário a nível mundial da Alphabet, a matriz da empresa. 

União Europeia anunciou multa recorde ao Google por abuso de posição dominante nas buscas de internetReprodução Internet

"A multa foi calculada com base no valor da arrecadação do Google com seu serviço de comparação de preços em 13 países europeus nos quais oferece o serviço Google Shopping", indicou a Comissão. Na maioria dos países europeus, a ferramenta de busca tem uma fatia de mercado superior a 90%.

A maior multa europeia até agora por abuso de posição dominante era de 1,06 bilhão de euros, imposta em 2009 à fabricante americana de microprocessadores Intel. O veredicto encerra um processo de sete anos, que começou quando os grupos americanos Microsoft e TripAdvisor denunciaram o concorrente Google a Bruxelas. 

"O que o Google tem feito é ilegal no que diz respeito às leis de concorrência da UE, tem impedido que outras empresas de competir com base em seus méritos e que inovem", disse a comissária para a Concorrência, Margrethe Vestager, citada em um comunicado. Vestager também comentou que o que o grupo têm feito impede os consumidores do continente a se beneficiarem de melhores escolhas. 

Em um comunicado, o Google se pronunciou dizendo que discorda da multa: "Nós discordamos respeitosamente das conclusões anunciadas hoje. Vamos estudar a decisão da Comissão detalhadamente e consideramos uma apelação", afirmou a empresa. 

A decisão é a primeira de três investigações da comissão nas práticas concorrenciais do Google. A UE continua a investigar o Google sobre o seu sistema operacional móvel Android e seu serviço de publicidade Adsense.

Com informações da AFP

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia