Mais Lidas

Em crítica a Trump, Merkel enfatiza compromisso com acordo climático de Paris

Ela fez o discurso a uma semana do início da cúpula do G-20

Por nadedja.calado

Brasília - Sem citar nomes, a chanceler alemã Angela Merkel fez críticas às políticas do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, em um discurso no Parlamento, nesta semana. Merkel enfatizou o compromisso da Alemanha para a cooperação multilateral para enfrentar os desafios transnacionais, tais como as alterações climáticas.

"Quem pensa que os problemas deste mundo podem ser resolvidos com o isolacionismo e o protecionismo está cometendo um enorme erro", disse Merkel, a uma semana do início oficial da Cúpula do G-20. "Somente juntos podemos encontrar as respostas certas às questões centrais dos nossos tempos". Esta circunstância se aplica ao G-20 e também à União Europeia, de acordo com a chanceler.

Dirigindo-se à questão das mudanças climáticas, ela advertiu que "não podemos esperar até que a última pessoa na Terra esteja convencida da evidência científica das mudanças climáticas. Em outras palavras: o acordo climático [de Paris] é irreversível e não negociável."

Desde que os Estados Unidos abandonaram o Acordo de Paris, a Alemanha ficou "mais comprometida do que nunca para torná-lo um sucesso", disse Merkel.

A Alemanha sediará a cúpula do G-20, de 7 a 8 de julho, na cidade de Hamburgo, no norte da Alemanha. Merkel quer que a cúpula envie um "sinal de determinação" das 20 maiores nações industrializadas e emergentes do mundo para assumir sua responsabilidade internacional. "Precisamos do G-20 mais do que nunca," disse Merkel.

No entanto, a chanceler prevê negociações difíceis, pois espera que haja muitas diferenças nos pontos de vista entre os participantes.

 

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia