O.J. Simpson é autorizado a deixar prisão em liberdade condicional

O antigo astro de futebol americano, foi absolvido há mais de 20 anos pelo assassinato de sua ex-mulher e de um amigo dela

Por O Dia

Los Angeles - O.J. Simpson sairá da prisão em outubro após receber nesta quinta-feira o direito à liberdade condicional, depois do cumprimento de nove dos 33 anos de uma sentença por roubo e sequestro.

Os quatro membros presentes da Comissão de Liberdade Condicional do estado de Nevada chegaram à decisão de maneira unânime, depois de ouvir o testemunho do antigo astro de futebol americano, que há mais de 20 anos foi absolvido pelo assassinato de sua ex-mulher e de um amigo dela. 

Aos 70 anos%2C OJ Simpson teve sua condicional autorizadaDivulgação

"Obrigado!", disse Simpson, de 70 anos, ao ser informado da decisão, que foi transmitida pelos principais canais de televisão dos Estados Unidos, como o hiper-midiatizado caso de duplo assassinato em 1995.

Em seu testemunho, feito por videoconferência da prisão Lovelock de Nevada, ele garantiu que nenhum momento ele teve a intenção de prejudicar os colecionadores de artigos esportivos contra os quais fez uma emboscada em 2007, com outros cinco cúmplices, em um hotel-cassino de Las Vegas.

"Não dei nenhuma desculpa nos nove anos em que estive aqui e não estou tentando dar desculpas agora", afirmou com o uniforme azul de presidiário.

"Assumo total responsabilidade. Cumpri minha sentença, fiz o mais respeitosamente que pude (...), neste ponto da minha vida quero passar o tempo com meus filhos e meus amigos, o máximo que eu puder", expressou.

Simpson, que brilhou com o Buffalo Bills e é membro do Salão da Fama, insistiu em que só tentava recuperar objetos pessoais que lhe foram roubados. Por esse crime foi condenado a uma sentença mínima de nove a 33 anos de prisão. 

Últimas de _legado_Mundo e Ciência