Após longa batalha judicial e médica, bebê Charlie Gard morre no Reino Unido

Na última semana os pais pediram que ele fosse levado para morrer em casa, mas o hospital afirmou que a transferência não seria possível

Por O Dia

Londres - O bebê Charlie Gard, que ficou mundialmente conhecido após sua luta contra uma doença genética rara, faleceu nesta sexta-feira no Reino Unido. Faltava apenas uma semana para ele completar seu primeiro ano de vida. O caso de Gard foi alvo de uma longa batalha jurídica - seus pais queriam levá-lo aos Estados Unidos para que ele entrasse em um tratamento experimental. 

O caso do bebê foi alvo de uma longa disputa judicial Reprodução Internet

O casal chegou a levantar mais de US$1 milhão para as batalhas legais e médicas. Eles apelaram diversas vezes, mas perderam até quando o caso chegou ao Tribunal Europeu dos Direitos Humanos. O hospital onde o bebê estava internado chegou a pedir que o caso fosse reavaliado na última semana, mas os pais, Chris Gard e Connie Yates, decidiram desistir ao constatar que o quadro já era irreversível

Charlie Gard chegou a ser publicamente apoiado por diversas celebridades, incluindo o Papa Francisco e o presidente americano Donald Trump. Nos últimos dias, os pais alcançaram novamente as manchetes mundiais com seu apelo para que o bebê pudesse ser levado para morrer em casa, mas o hospital disse que a transferência não seria possível.

Com informações de Agence France-Presse

Últimas de _legado_Mundo e Ciência