Estado Islâmico ataca embaixada do Iraque no Afeganistão

Homem-bomba detonou explosivos e logo em seguida atiradores entraram no prédio. Agressores foram mortos após intenso tiroteio

Por O Dia

Cabul - O Estado Islâmico atacou a embaixada do Iraque no Afeganistão nesta segunda-feira. Um homem-bomba detonou seus explosivos na entrada da embaixada, enquanto três atiradores entraram no prédio. O ataque provocou um tiroteio de quatro horas de duração, que só terminou após todos os agressores serem mortos.

Estado Islâmico reivindicou autoria de ataque contra embaixada do Iraque no Afeganistão realizado nesta manhãAFP

Há relatos conflitantes sobre a quantidade de mortos. Uma testemunha disse ter visto corpos de pelo menos dois policiais na rua ao lado da embaixada logo após o início do ataque. Ao assumir a autoria do ataque, o Estado Islâmico, por sua vez, afirmou ter matado sete policiais. Já o porta-voz do Ministério do Interior, Najib Danish, garante que apenas um policial ficou ferido e que não houve fatalidades, a não ser os agressores.

O ataque começou com uma grande explosão que abalou o centro de Cabul pouco antes do meio-dia, no horário local. Em seguida, houve um tiroteio e duas out três explosões. A polícia rapidamente isolou a área, impedindo que repórteres chegassem muito perto da cena.

Enquanto o ataque ainda estava em curso, uma afiliada do Estado Islâmico no Afeganistão assumiu a responsabilidade em comunicado divulgado pela agência de notícias ligada ao grupo terrorista, a Aamaq.

A embaixada do Iraque está localizada numa parte de Cabul conhecida como Shahr-e-Now, que fica fora da chamada "zona verde", onde fica a maioria das embaixadas e missões diplomáticas. A "zona verde" e fortificada com uma linha de batalha e paredes enormes de cimento para evitar explosões. 

Últimas de _legado_Mundo e Ciência