Por lucas.cardoso

São Paulo - George Clooney e sua esposa vão ajudar instituição que combate grupos de ódio. A decisão foi tomada após grupos de supremacistas brancos realizarem manifestações em cidades dos Estados Unidos.

Carro atropelou civis e deixou uma mulher morta e quase 20 feridos%2C em dia de confrontos em uma manifestação supremacista branca em Charlottesville%2C na VirgíniaAFP

"Amal e eu queremos adicionar nossa voz e oferecer assistência financeira para a luta por igualdade que está em andamento. Não há dois lados na intolerância e no ódio", declarou Clooney ao jornal The Guardian.

Através da Clooney Foundation for Justice, instituição criada pelo casal em 2016, eles pretendem cooperar com a Southern Poverty Law Center, organização não governamental que monitora as atividades de grupos de ódios domésticos e de outros extremistas.

"O que aconteceu em Charlottesville e o que está acontecendo em comunidades ao redor do país demanda nosso engajamento coletivo para enfrentar o ódio", defendeu.

Você pode gostar