Cidade dos EUA espera 30 mil desabrigados após tempestade Harvey

Os dois principais aeroportos de Houston suspenderam todos os voos comerciais e dois hospitais foram obrigados a transferir os pacientes

Por O Dia

Houston - A cidade americana de Houston, que sofre inundações sem precedentes provocadas pela tempestade Harvey, que tem previsão "incerta" para as próximas horas, espera atender mais de 30.000 desabrigados e se encontra isolada nesta segunda-feira.

Até o momento, a tempestade deixou três mortos e 15 feridos. Informações sobre outras vítimas não foram confirmadas até o momento. A Agência Federal de Gestão de Emergências (FEMA) espera atender pelo menos 30.000 desabrigados pelas inundações, afirmou o diretor da agência, Brock Long, em uma entrevista coletiva em Washington.

Passagem da tempestade tropical Harvey deixa três pessoas mortas nos EUAAFP

"Esta missão de refúgio será uma tarefa muito pesada. Esperamos que mais de 30.000 pessoas sejam levadas para abrigos temporários.Neste momento é uma situação em processo. Ainda não estamos em situação de recuperação", indicou Long.

"Buscamos reforçar as operações de busca e resgate em uma zona muito ampla, de mais de 30 ou 50 condados que foram impactados no Texas por Harvey", completou Long.

Os dois principais aeroportos da quarta maior cidade dos Estados Unidos suspenderam todos os voos comerciais e dois hospitais foram obrigados a transferir os pacientes. Um canal de televisão ficou fora do ar em consequência da tempestade.

Ao mesmo tempo, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, que pretende visitar o Texas na terça-feira, declarou emergência no estado da Louisiana, que também sofre com as fortes chuvas da tempestade tropical Harvey.

A declaração de emergência permite ao governo federal destinar recursos e coordenar a ajuda por meio da FEMA. "Esta ação ajudará a aliviar a adversidade e o sofrimento que esta emergência tem provocado à população local", afirma a Casa Branca em um comunicado.

"Especificamente a FEMA é autorizada a identificar, mobilizar e proporcionar a seu critério a equipe e os recursos necessários para aliviar os impactos de emergência", completa.

Últimas de _legado_Mundo e Ciência