População da Flórida deve estar pronta para evacuação, diz governador

Estado se preparada para chegada do fenômeno neste fim de semana

Por O Dia

EUA - O governador da Flórida, Rick Scott, pediu à população, nesta sexta-feira que esteja preparada para uma saída imediata, antes da chegada do potente furacão Irma prevista para este fim de semana.

"A tempestade é poderosa e letal. Não ignorem as ordens de evacuação. Lembrem-se de que podemos reconstruir sua casa, mas não podemos reconstruir sua vida. Todos os floridenses devem estar preparados para evacuar rápido", frisou, em entrevista coletiva.

Furacão Irma tem causado estragos no CaribeAFP

"Hoje é o dia de fazer a coisa certa para sua família e ir para o interior, em busca de segurança", declarou, acrescentando que a tempestade "é maior do que nosso estado inteiro". "A expectativa é que cause grandes e ameaçadores impactos à vida, de costa a costa", insistiu Scott.

A Flórida conta com 20 milhões de habitantes e, por enquanto, mais de um milhão de pessoas estão sujeitas às ordens de evacuação obrigatórias em vigor nesse estado e na vizinha Geórgia.

Mudança de categoria

O furacão Irma passou da categoria 5 para a 4 na manhã desta sexta-feira, mas continua sendo uma tempestade perigosa, com ventos sustentados de cerca de 250 km/h.

O número de pessoas mortas pelo Irma na região do Caribe subiu para pelo menos 11, após o fenômeno atingir as Ilhas Turcas e Caicos.

Furacão mais poderoso já registrado no Oceano Atlântico, o Irma poderá chegar ao sul do Estado americano da Flórida na tarde de domingo, depois de passar pela costa norte de Cuba amanhã, segundo previsões de meteorologistas.

Furacão Kátia

O furacão Katia se fortaleceu nesta sexta-feira para categoria 2 na escala Saffir-Simpson e avança pelo Golfo do México na direção do estado de Veracruz no leste do México, informaram as autoridades.

Katia se localizava a 205 km do importante porto de Veracruz, onde deve tocar em terra ainda na noite desta sexta. 

Furacão José

O furacão José, que se encontra no Atlântico, 700 km a leste das Pequenas Antilhas, alcançou a categoria 4 com ventos de 240 km/h, indicou nesta sexta-feira o Centro americano de furacões (NHC).

José, que está um degrau abaixo da categoria máxima para este tipo de fenômeno, avança a 30 km/h na direção oeste noroeste, informou o NHC.

O furacão move-se pela rota do Irma, uma imensa depressão atualmente de categoria 4, que devastou várias ilhas do Caribe e ameaça Cuba, Bahamas e a Flórida.

Com informações da AFP e Estadão Conteúdo

Últimas de _legado_Mundo e Ciência