Doenças cardiovasculares são a principal causa de morte no Brasil, diz INC

Número é praticamente igual ao de mortes por câncer e por causas externas, como atropelamentos, assassinatos, envenenamento, suicídio, acidentes do trabalho, diz cardiologista

Por O Dia

Rio - As doenças cardiovasculares, das quais a mais comum é a hipertensão (pressão alta), são atualmente a principal causa de morte no Brasil, atingindo cerca de 30% da população. Para alertar sobre o risco dessas doenças, a Associação dos Servidores do Instituto Nacional de Cardiologia (INC)  promoveu nesta sexta-feira, em frente à sede da instituição, em Laranjeiras, o evento Nenhum Batimento a Menos.

Segundo o cardiologista Bernardo Tura, porta-voz da associação, o número de mortes causadas por doenças cardiovasculares é praticamente igual ao de mortes por câncer e por causas externas, como atropelamentos, assassinatos, envenenamento, suicídio, acidentes do trabalho; "tudo que é externo à pessoa”.

A preocupação do instituto é evitar a doença cardiovascular porque, desse modo, “evitam-se outras doenças", disse Tura à Agência Brasil. Ele citou, entre os fatores de risco, o tabagismo, afirmando que, se a pessoa reduz o tabagismo, reduz o risco de doenças como o enfisema pulmonar e o câncer. Obesidade é outro fator de risco, mas, quando se reduz a obesidade, reduzem-se também a taxa de diabetes e a artrose. "Ao tratar a doença cardiovascular, tratam-se também outras doenças”, reforçou o cardiologista. E este é mais um motivo para que a população dê importância à prevenção, acrescentou.

No evento de hoje, servidores do INC orientaram o público sobre as doenças cardiovasculares, prestando esclarecimentos sobre pressão alta, dieta e diversas formas para enfrentar problemas de saúde. Os pacientes do INC receberam também informações sobre seus direitos. Ao mesmo tempo, foi feita campanha para estimular a doação de sangue e de órgãos.

Últimas de _legado_Mundo e Ciência