Estado Islâmico reivindica autoria de ataque em Las Vegas

Agência de notícia utilizada pelo grupo extremista informou sobre ataque

Por O Dia

EUA - O grupo Estado Islâmico reivindicou o ataque a tiros na cidade de Las Vegas, nos Estados Unidos, que deixou ao menos 50 mortos e mais de 400 feridos, segundo uma agência de notícias utilizada pelos extremistas como propaganda. 

Atirador abriu fogo contra multidão que acompanhava festivalAFP

"O ataque em Las Vegas foi conduzido por um soldado do Estado Islâmico e foi realizado em resposta ao chamado para que alvos da coalizão sejam atacados", escreveu o grupo na página na internet, se referindo à coalizão aérea liderada pelos americanos que combate o grupo no Oriente Médio.

Segundo o comunicado do grupo, o autor do ataque, que não foi nomeado pelo grupo, teria se convertido ao Islamismo há alguns meses. No entanto, a nota não trouxe evidências de que a reivindicação do ataque fosse verdadeira.

O Estado Islâmico costuma assumir a autoria de ataques cometidos por indivíduos que podem ser inspirados pelas mensagens extremistas do grupo, mas que não possuem ligações conhecidas com a entidade.

Ataque

Por volta das 22h locais deste domingo (2h de Brasília, segunda), Stephen Paddock, de 64 anos, que estava no 32º andar de um cassino em Las Vegas, nos Estados Unidos, abriu fogo contra uma multidão que participava de um festival de música ao ar livre, matando 50 pessoas e deixando outras 400 feridas. 

50 pessoas foram mortas e cerca de 200 ficaram feridas no maior tiroteio da história dos EUAAFP

Segundo o xerife do Condado de Clark, Joseph Lombardo, inicalmente suspeitava-se de que o agressor teria agido sozinho, porém, após buscas e investigações, foi encontrada uma mulher que foi identificada como cúmplice do atirador. 

'Pura maldade'

O presidente Donald Trump fez um pronunciamento nesta segunda após a tragédia de Las Vegas, na qual classificou o incidente como um "ato de pura maldade": "Ontem à noite, um atirador solitário abriu fogo contra uma multidão em um show de música country em Las Vegas, Nevada. Ele assassinou brutalmente mais de 50 pessoas em um ato de pura maldade", declarou o presidente em um pronunciamento à nação a partir da Casa Branca.

Em seu Twitter, o presidente Donald Trump mandou condolências paras as vítimas: "Minhas condolências e sentimentos às famílias e vítimas do terrível tiroteio em Las Vegas. Deus os abeçoe", escreveu. 

Com informações do Estadão Conteúdo e da AFP

Últimas de _legado_Mundo e Ciência