Marca se desculpa por propaganda considerada racista

Anúncio foi transmitido no facebook dos Estados Unidos da Dove

Por O Dia

EUA - A marca de cosméticos Dove, propriedade da gigante holandesa Unilever, pediu desculpas após a difusão online de um anúncio que ganhou muitas acusações de racismo.

"Em uma imagem publicada esta semana, erramos ao representar as mulheres de cor, e lamentamos profundamente os danos causados", declarou a marca em uma mensagem publicada nas redes sociais Facebook e Twitter.

Dove pede desculpa por propaganda racista Reprodução Internet

Na propaganda, um anúncio de três segundos para um sabão líquido, uma mulher negra tira uma camiseta para revelar uma mulher branca, que remove sua camiseta e revela uma terceira mulher.

O vídeo, originalmente transmitido na página Facebook da Dove Estados Unidos e subsequentemente suprimido, foi amplamente denunciado pelos internautas em todo o mundo.

"A propaganda da Dove é racista, irresponsável, insensível, desconectada, desagradável e deve receber o preço da cebola podre", tuitou nesta segunda-feira @LebonaMoleli.

"Ser negro significa ser sujo e indesejável?", postou @Social_Heretic, pedindo um boicote aos produtos Dove e Unilever.

Últimas de _legado_Mundo e Ciência