Menina de 10 anos é a mais jovem sobrevivente do câncer de mama

Chrissy foi diagnosticada aos oito anos com um tipo raro de câncer de mama

Por O Dia

EUA - A americana Chrissy Turner, de dez anos, tornou-se a mais jovem sobrevivente do carcinoma secretor da mama, um tipo extremamente raro de câncer, mesmo em adultos, que afeta uma pessoa a cada mil.

Diagnosticada aos oito anos após notar um caroço enquanto vestia um pijama, a menina de Centerville, em Utah, EUA, causou comoção em todo o mundo e uma onda de solidariedade no país.

Chrissy Turner é a mais jovem sobrevivente do câncer de mamaReprodução/Facebook

Também sobreviventes de outros tipos da doença, os pais dela, Annette e Troy Turner, dedicaram-se a cuidar da filha. Com campanhas na Internet, eles chegaram a arrecadar o equivalente a R$ 320 mil para pagar pelo tratamento, que incluiu uma mastectomia (retirada da mama). “É devastador”, disse o pai, “Como você conta para sua filha que ela tem câncer?”

Em entrevista recente ao site da revista People, a mãe contou que a filha está bem e deve passar por cirugia de reconstrução quando estiver na adolescência. “Ha um mês atrás ela teve o primeiro econtro com o cirurgião plástico, para que ela saiba quais são suas opções”, disse Annette. “Ela acabou de começar a desenvolver seu seio esquerdo, então nós ainda temos algum tempo. Só queremos que ela se prepare para isso”. Desde a remoção do seio, Chrissy tem feito exame mamário a cada três meses. 

A mãe contou na entrevista que "Chrissy é feliz e sempre tenta ver o lado bom das coisas: ela está saudável e voltou a brincar e ir à escola com seus amigos".

Hoje, a família usa o caso da filha para ajudar na conscientização do câncer de mama. 

Últimas de _legado_Mundo e Ciência