Parlamentar da Coreia do Norte defende desenvolvimento de armas nucleares

Desenvolvimento é necessário por causa da ameaça representada pelos Estados Unidos

Por O Dia

Rússia - O vice-presidente do parlamento da Coreia do Norte, Ahn Dong Chun, disse que o desenvolvimento de armas nucleares pelo país é necessário por causa da ameaça representada pelos Estados Unidos. Ahn fez a declaração neste domingo, durante a Assembleia da União Interparlamentar, realizada em São Petersburgo, na Rússia.

Forças Armadas sul-coreanas lançaram mísseis de teste em represáliaAFP

"Nosso país está sendo ameaçado, a própria existência da República Popular Democrática da Coreia está em risco", disse, referindo-se a declarações do presidente dos EUA, Donald Trump, na Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas. "Nossos programas nucleares são programas de dissuasão que têm o objetivo de proteger nossa independência. Não temos alternativa a não ser desenvolver nossos programas nucleares", disse, de acordo com a agência estatal de notícias da Rússia, a Tass.

EUA: diplomacia com Coreia do Norte segue até primeira bomba
 
O secretário de Estado norte-americano, Rex Tillerson, declarou que os esforços diplomáticos para solucionar o impasse com a Coreia do Norte "irão continuar até que a primeira bomba seja detonada". Recentemente, entretanto, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, havia escrito no Twitter que Tillerson estava "perdendo tempo" tentando negociar com o líder norte-coreano, Kim Jong-Un.

Em entrevista a uma rede de televisão, porém, Tillerson relatou que Trump"deixou claro que ele quer resolver a questão diplomaticamente. Ele não quer uma guerra". Posicionamentos mistos do governo norte-americano têm levantados temores sobre um eventual erro de interpretação ou cálculo em meio às declarações de Trump e Kim. 

Recentemente, a Coreia do Norte lançou mísseis que poderiam atingir o território norte-americano e também conduziu a maior explosão nuclear subterrânea da história.

Últimas de _legado_Mundo e Ciência