FBI pretende entregar documentos sobre ligação de Donald Trump com governo russo

De acordo com presidente da Câmara dos Representantes, dossiê com alegações será entregue na próxima semana

Por O Dia

EUA - O presidente da Câmara dos Representantes dos Estados Unidos, Paul Ryan, disse nesta quinta-feira que o FBI deve entregar documentos relacionados a um dossiê sobre o presidente americano, Donald Trump, na próxima semana, colocando fim a um impasse entre o Congresso e a aplicação da lei federal.

Trump e Putin: FBI tem documento com indícios de influência russa nas eleições americanasAFP

Em uma entrevista coletiva no Capitólio, Ryan afirmou que o FBI concordou em fornecer documentos solicitados pelo Congresso em torno de um documento de 35 páginas que contém alegações não verificadas sobre os laços de Trump com a Rússia. "O ponto dessas investigações é encontrar a verdade e ter certeza sobre se as leis foram violadas ou se erros foram cometidos. Se sim, eles não serão feitos novamente e a transparência é o que obteremos", disse Ryan. "O FBI entrou em contato conosco ontem à tarde e nos informou que irá cumprir nossos pedidos de documentos, fornecendo-os na próxima semana", afirmou, ressaltando que espera que a instituição "honre esse compromisso".

O dossiê foi compilado pela empresa de pesquisa Fusion GPS, com a ajuda do ex-espião britânico Christopher Steele. Foi revelado nesta semana que a campanha presidencial da democrata Hillary Clinton e o Comitê Nacional Democrata pagaram por uma pesquisa anti-Trump por meio de um escritório de advocacia. Antes disso, um doador republicano desconhecido pagou por um trabalho da Fusion GPS sobre Trump.

O presidente chamou o documento de "falso" e negou qualquer conluio com a Rússia durante as eleições de 2016. Moscou negou ter interferido na eleição presidencial americana do ano passado. 

Últimas de _legado_Mundo e Ciência