Atentado do Estado Islâmico contra refugiados na Síria deixa 26 mortos

Deslocados se dirigiam à província de Hassake, no nordeste da Síria, onde foram instalados campos de concentração

Por O Dia

Beirute - Ao menos 26 pessoas morreram nesta sexta-feira no leste da Síria em um atentado com carro-bomba contra um grupo de refugiados, atribuído ao grupo extremista Estado Islâmico (EI), informou a ONG Observatório Sírio de Direitos Humanos (OSDH).

Entre as vítimas do atentado, foram identificadas doze crianças. Ataque foi cometido contra uma concentração de deslocados na província de Deir Ezzor, onde os extremistas perdem terreno frente às ofensivas que buscam expulsá-los da Síria.

"Dezenas de pessoas ficaram feridas e o balanço de vítimas pode ser revisado para cima. Há feridos em estado grave", detalhou o diretor do OSDH, Rami Abdel Rahman.

Os deslocados se dirigiam à província vizinha de Hassake, no nordeste da Síria, onde foram instalados campos de concentração em território curdo, disse Rahman.

A província de Deir Ezzor é atualmente cenário de duas ofensivas paralelas para tomar das mãos do EI os últimos territórios sob seu controle. Os extremistas controlam cerca de 25% dessa província petroleira.

De um lado estão as forças do governo de Bashar al-Assad, apoiadas pela aviação russa, e do outro os combatentes curdos e árabes das Forças Democráticas Sírias (FDS), apoiadas pelos Estados Unidos. Devido aos confrontos, muitos civis tentaram fugir das últimas zonas dos extremistas.  O atentado ocorreu em um posto de controle das FDS, indicou Rahman.

Últimas de _legado_Mundo e Ciência