Eleição polêmica no Chile e Honduras

Ex-presidente Sebastián Piñera, candidato da direita a novo mandato, denunciou irregularidades nas cédulas de votação que teriam beneficiado os rivais

Por O Dia

Chile - O candidato opositor das eleições de Honduras, Salvador Nasralla, afirmou não reconhecer os resultados apresentados nesta segunda pelo tribunal eleitoral, que encerrou a contagem de votos com vantagem para o presidente Juan Orlado Hernández.

Nasralla disse que não vai aceitar os resultados, por não serem oficiais nem definitivos, e pediu para que sejam revisadas as atas nas quais garante que houve "fraude".

Já no Chile, o ex-presidente Sebastián Piñera, candidato da direita a novo mandato, denunciou irregularidades nas cédulas de votação que teriam beneficiado os rivais Alejandro Guillier e Beatriz Sánchez no primeiro turno. "Alguém na mesa marcou o voto antes que o cidadão pudesse expressar sua preferência", afirmou.

Com Agência France-Presse

Últimas de _legado_Mundo e Ciência