ONU alerta para escalada da violência após decisão dos EUA sobre Jerusalém

O presidente Donald Trump anunciou na quarta sua determinação unilateral de reconhecer a cidade como capital de Israel

Por O Dia

Nações Unidas - O coordenador especial da ONU para a paz no Oriente Médio, Nikolai Mladenov, advertiu nesta sexta-feira contra o risco de uma espiral de violência, durante a reunião de urgência do Conselho de Segurança sobre a decisão dos Estados Unidos de reconhecer Jerusalém como capital de Israel.

Rompendo com décadas de diplomacia americana, o presidente Donald Trump anunciou na quarta sua determinação unilateral de reconhecer Jerusalém como capital de Israel e de mover a embaixada de seu país, situada atualmente em Tel Aviv.

O presidente Donald Trump durante declaração que reconheceu Jerusalém como capital de IsraelAFP

A ONU está "muito preocupada com os riscos de uma escalada de violência" na região, disse Mladenov diante do Conselho de Segurança em um vídeo de Jerusalém. "De 6 a 8 de dezembro" foram anunciados "três dias de ira", afirmou.

Além disso, alertou sobre o temor de que a decisão americana estimule "um radicalismo religioso".

O giro diplomático de Trump preocupa grande parte da comunidade internacional e foi rejeitada por aliados dos Estados Unidos, principalmente pelo impacto que pode ter na estabilidade da região e nas perspectivas de paz entre israelenses e palestinos.

Perguntado sobre o que espera do diálogo na ONU, um diplomata afirmou: "Nada". Já outro disse acreditar que a sessão mostrará o "isolamento" dos Estados Unidos.