Coreia do Norte chama Trump de 'senil' por decisão sobre Jerusalém

Declaração foi dada em comunicado divulgado neste sábado pela imprensa norte-coreana estatal

Por O Dia

Seul - A Coreia do Norte voltou a chamar Donald Trump de "senil", depois da decisão do presidente dos Estados Unidos de reconhecer Jerusalém como capital de Israel, segundo um comunicado divulgado neste sábado pela imprensa estatal.

Trump e o líder norte-coreano Kim Jong-Un trocaram nas últimas semanas uma série de ameaças e insultos, geralmente a respeito do programa nuclear norte-coreano e seus testes nucleares.

Agora Pyongyang se une às críticas quase unânimes da comunidade internacional à decisão de Trump sobre Jerusalém, que o regime norte-coreano chamou de "ato malvado".

"Considerando o fato de que o senil enfermo mental pediu abertamente a destruição na ONU de um Estado soberano, este ato não é surpreendente", afirma a agência estatal KCNA, citando um porta-voz do ministério das Relações Exteriores norte-coreano.

Na Assembleia Geral da ONU, o presidente dos Estados Unidos ameaçou no mês de setembro "destruir totalmente a Coreia do Norte" se o país fosse obrigado a defender-se ou defender seus aliados de ataques norte-coreanos. Pyongyang já havia chamado o presidente americano de "senil" em outra ocasião.

No mesmo comunicado citado pela agência KCNA, a Coreia do Norte "condena com força" a decisão de Washington sobre Jerusalém e expressa "seu firme apoio e solidariedade aos palestinos e aos árabes que lutam por seus legítimos direitos".

Últimas de _legado_Mundo e Ciência