Explosão deixa Nova York em alerta; suspeito é preso

O prefeito da cidade, Bill de Blasio, disse que foi uma "tentativa de atentado terrorista" que não deu certo

Por O Dia

Nova York - Uma explosão próxima ao cruzamento da Rua 42 com a 8ª Avenida em Manhattan, Nova York, nesta segunda-feira, foi confirmada pelas autoridades. Segundo a imprensa local, um suspeito foi preso. Ele foi identificado como Akayed Ullah, de 27 anos, e está hospitalizado com queimaduras no corpo.  

Segundo informações da polícia, o suspeito preso seria o único ferido. Já os bombeiros informam que quatro pessoas teriam ferimentos leves e estão fora de perigo. 

O prefeito da cidade, Bill de Blasio, disse que foi uma "tentativa de ataque terrorista" que não deu certo. O governador do estado de Nova York, Andrew Cuomo, informou que o artefato é de "baixa tecnologia" (uma bomba caseira amarrada no corpo do suspeito com velcro e zíperes).

O local onde foi registrada a explosão fica próximo à Times Square e o Port Authority, terminal de ônibus e por onde passam três linhas de metrô. 

As linhas A, C e E do metrô foram evacuadas e as ruas próximas ao local foram fechadas. O presidente Donald Trump já está informado sobre a situação, segundo informações da Casa Branca. Após algumas horas os serviços de transporte foram nornalizados. 

O esquadrão anti-bombas foi acionado, de acordo com "New York Post". Informações preliminares obtidas pela rede CNN com duas fontes policiais distintas indicam que a bomba teria detonado acidentalmente.

Com informações da AFP

Últimas de _legado_Mundo e Ciência