Exército nigeriano prende mais de 400 pessoas ligadas ao Boko Haram

Operação durou duas semanas e incluiu ofensivas aéreas e terrestres

Por O Dia

Abuja - Autoridades militares informaram que soldados nigerianos prenderam mais de 400 pessoas associadas ao grupo extremista Boko Haram. Elas estavam escondidas em ilhas do Lago Chade.

A operação durou duas semanas e incluiu ofensivas aéreas e terrestres. Segundo o exército, muitos combatentes do Boko Haram foram mortos, mas não há maiores detalhes. Entre os presos, há 167 membros do grupo extremista, 67 mulheres e 173 crianças. Outras 57 pessoas foram presas numa operação separada.

O Boko Haram tem sido culpado por mais de 20 mil mortes durante sua insurgência de 8 anos, que se espalhou para outros países e criou uma vasta crise humanitária.

Grupos de defesa de direitos humanos expressaram preocupações com o número de mulheres e crianças que foram presos na luta contra o Boko Haram, dizendo que muitos dos detidos foram escolhidos aleatoriamente e sem suspeita razoável

Últimas de _legado_Mundo e Ciência