Lavadoras de alta pressão buscam mudar sua imagem

Abralimp, que representa o setor, vai criar selo de qualidade que mostre eficiência no uso de água e de energia destes equipamentos

Por O Dia

As empresas fabricantes de lavadoras de alta pressão — usadas em empresas, indústrias, condomínios e residências, com equipamentos que utilizam água para a limpeza de áreas externas e internas — começam a olhar com mais preocupação a necessidade de desenvolver tecnologias e também normas que possam garantir mais eficiência no uso de água e energia. A Associação Brasileira do Mercado de Limpeza Profissional (Abralimp), por meio da Câmara de Fabricantes de Máquinas,tem entre os objetivos discutir como manter a continuidade do negócio, em tempos de escassez de água e de energia mais cara.

“A Abimaq está nos ajudando a criar condições de apresentar ao mercado informações que garantam que o produto não é um vilão do meio ambiente. Queremos, assim como na indústria de linha branca, ter um selo de eficiência e de qualidade”, diz Antônio Luis Francisco, diretor da Câmara da Abralimp.

“O trabalho da câmara setorial é criar mecanismos que possam mostrar ao mercado a eficiência das lavadoras de alta pressão que, em média, consomem oito vezes menos água do que o uso de uma mangueira residencial. Desde o começo de julho, os fabricantes passaram a ter que indicar a vazão de água e pressão de seus equipamentos. A preocupação não vem de hoje, mas se intensificou com a escassez de água”, afirma Francisco, que é também um fabricante de lavadoras de alta pressão, no caso a JactoClean, uma das 16 empresas que fazem parte do grupo de discussão.

Para ele, a meta do setor é também encontrar tecnologias que permitam fazer a limpeza em pouco tempo, com menor consumo de energia e água. No caso da JactoClean, diz ele, já há equipamentos que permitem água de reúso para o serviço de limpeza a pressão. O mercado de lavadoras de alta pressão no Brasil tem hoje vendas anuais de dois milhões de unidades, volume que inclui desde os equipamentos mais simples até os de uso industrial.

O segmento vem ganhando espaço entre os consumidores residenciais. A PEC das Domésticas diz Francisco, ajudou a impulsionar as vendas. A indústria de limpeza profissional,que engloba 16.500 fabricantes de máquinas, descartáveis, equipamentos e acessórios, produtos químicos, distribuidoras e prestadoras de serviços, movimentou em 2012 R$ 17,8 bilhões. Em 2013 — os dados oficiais ainda não foram divulgados — o crescimento é estimado entre 6% e 8%, mesmo patamar projetado para esse ano.

Uma das empresas que resolveu apostar nesse mercado foi a alemã Karcher, com fábrica em Vinhedo (SP). Foram lançados dez produtos, mais compactos. O preço médio varia de R$ 450 a R$ 500 e, segundo Abílio Cêpera, diretor geral da Karcher no Brasil, já foram vendidas 100 mil unidades de janeiro até agora.

“Esta linha de produtos foi desenvolvida para a limpeza de pisos de garagens, quintal, portões, telhados, toldos e coberturas. Outra aplicação é a limpeza de carros, barcos, motos e calotas automotivas. Uma lavadora de alta pressão, ligada por uma hora, consome, em média, 360 litros de água. Já uma torneira comum, aberta pelo mesmo período, usa três mil litros”, compara Cêpera.

Segundo ele, a empresa desenvolveu os produtos com base em pesquisas de mercado feitas com consumidores em diferentes estados. “Fomos motivados a criar uma linha exclusivamente residencial porque os consumidores pediram um item fácil de manusear e, ao mesmo tempo, eficiente na limpeza.E a pesquisa mostrou que eles olham o produto como um eletrodoméstico”, completa.

Concorrente da Karcher nesse mercado, a Electrolux também lançou lavadora de alta pressão PowerWash PWS20, que promete economia de água oito vezes maior e eficiência na limpeza. Outra fabricante, a Wap que, segundo Rafael Ribas, responsável pela área de Marketing de Produto da companhia, tem 40% do mercado residencial de lavadoras de alta pressão, também está investe em linhas residenciais que garantam economia também de energia na hora do uso.

Últimas de _legado_Notícia