Com aquisição da Duotur, CVC entra no mercado corporativo

Negociação do controle no valor de R$ 228 milhões será com recursos próprios e depende de aprovação do Cade

Por O Dia

Rio - Para entrar de vez no mercado de viagens corporativas e aumentar sua presença internacional no setor de turismo, a operadora CVC fechou a compra de 51% do Grupo Duotur, considerado líder do mercado no segmento de vendas de passagens aéreas corporativas, com 25% de market share, e que se destaca pelo forte relacionamento com companhias aéreas e agentes de viagem independentes. O valor da negociação é de R$ 228 milhões. O pagamento pela CVC será de uma parcela de R$ 54 milhões e o saldo remanescente em seis parcelas iguais e anuais de R$ 29 milhões, corrigidas pela variação do certificado de depósito interbancário (CDI). A negociação ainda depende da aprovação do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) e o pagamento da primeira parcela só acontecerá depois do fechamento do negócio.

“Com o controle acionário do Grupo Duotur, a CVC passa a ser um player de grande porte no setor de viagens de lazer e corporativo. Ao combinar as duas empresas, vamos aumentar a nossa oferta no mercado, além de promover uma complementação entre as empresas”, disse ontem Luiz Eduardo Falco, presidente da CVC.

Os recursos para aquisição do Grupo Duotur virão do próprio caixa da companhia, afirmou o CFO da CVC, Luiz Fernando Fogaça. As duas empresas vão atuar de forma independente sem que para isso, pelo menos em um primeiro momento, a marca da Duotur desapareça.

O Grupo Duotur é resultado de uma fusão que ocorreu em 2012 entre duas consolidadoras de passagens aéreas, a Rextur Turismo, fundada em 1974, e Advance Viagens e Turismo, criada em 1987. As empresas contam ainda com o Reserva Fácil, uma ferramenta para a busca, reserva e emissão de passagens aéreas e serviços de viagens usada por agentes de viagens independentes multimarcas — cinco mil até o momento. O foco destes agentes são as viagens corporativas (70% do total dos negócios fechados). Com a aquisição, a Duotur, que até então vendia somente passagens, poderá oferecer também hospedagem e pacotes de lazer para seus clientes corporativos. A Duotur teve no ano passado o equivalente a R$ 3 bilhões em reservas confirmadas.

Já a CVC conta com seis mil agentes independentes que trabalham no segmento de viagens de lazer. Além disso, a empresa, com 830 lojas franqueadas no Brasil,segue no plano de abertura de cem novas lojas por ano, cerca de 60% delas em cidades brasileiras com mais de 50 mil habitantes. A companhia já cumpriu a meta e abriu 101 unidades nos últimos 12 meses.

Juntas, as duas empresas vão atender a 72% do mercado doméstico e 28% do mercado corporativo. E, combinadas, ampliam sua oferta multicanal. Hoje, a CVC tem 77% de lojas exclusivas, 19% das vendas via agentes independentes e 4% em vendas online, enquanto a Duotur atua 100% somente com agentes. A união vai garantir maior equilíbrio, com 47% de lojas exclusivas, 51% agentes e 2% de vendas online.

Também faz parte do acordo feito entre as empresas a permanência de Marcelo Sanovicz como presidente do Grupo Duotur. A CVC informou que nomeará um novo diretor financeiro para o Grupo Duotur, cujo nome ainda não foi revelado. Além disso, a formação do Conselho de Administração da companhia em sua nova configuração terá três membros indicados pela CVC e outros dois membros nomeados pela Duotur. Também será contratado um auditor independente.

Na negociação, a CVC garantiu ainda a opção de compra da participação minoritária da Duotur (49% restantes), que poderá ser exercida no período de 2015 a 2017.

Últimas de _legado_Notícia