Portugal Telecom SGPS decide entrar com ação judicial contra Deloitte

A empresa auditou as contas da PT Telecom até o ano passado devido ao calote de € 900 milhões da Rioforte

Por O Dia

O Conselho de Administração da Portugal Telecom SGPS, acionista da Oi, entrará com uma ação contra a Deloitte, que auditou as contas da empresa até 2014, devido ao calote de € 900 milhões em notas comerciais da falida Rioforte, anunciou a companhia.

Em comunicado enviado ao regulador dos mercados portugueses, a PT SGPS admite ainda a possibilidade de entrar com processos judiciais contra ex-administradores da Portugal Telecom, mas a decisão deverá ser tomada em assembleia geral a ser convocada pelo novo Conselho da companhia.

"O Conselho deliberou entrar, desde já, com uma ação judicial contra o ex-auditor externo", informou a PT SGPS.

"No que diz respeito à entrada de ações de responsabilidade contra ex-administradores, o pedido de convocação de assembleia geral para tal efeito deverá ser deliberado e proposto pelo novo Conselho", acrescentou.

Em meados de julho de 2014, a Rioforte, da ESI - Espírito Santo International, não cumpriu com o pagamento de notas comerciais detidas pela Portugal Telecom SGPS, cujo maior acionista era o ex-Banco Espírito Santo (BES).

No ano passado, o calote da Rioforte acabou por encerrar os planos de fusão da Portugal Telecom a Oi para se criar uma operadora de telecomunicações de língua portuguesa de alcance global.

Últimas de _legado_Notícia