Por julia.sorella

Niterói - O coquetel de lançamento do caderno ‘O DIA Niterói’ foi no bistrô do Museu de Arte Contemporânea, na noite de quarta-feira. A primeira edição do caderno dominical saiu dia 25 e agradou aos presentes no evento. Com abordagem de temas variados, o suplemento é a nova opção de informação de qualidade para moradores de Niterói.

“Um novo canal de comunicação e cobrança é sempre positivo. A sociedade quer ser ouvida”, comentou o prefeito Rodrigo Neves. “Niterói precisava de um jornal com o perfil do DIA: com tradição e um olhar apurado para a administração pública”, disse o vice-prefeito, Axel Grael.

Na pauta do caderno dominical, matérias que tratam do cotidiano, dos transportes e das demandas da população, além de textos sobre comportamento, saúde e entretenimento. A cobertura se estenderá às cidades de São Gonçalo, Itaboraí e Maricá.

Executivos do DIA na conversa com o prefeito Rodrigo Neves e com o vice-prefeito Axel GraelErnesto Carriço / Agência O Dia

Para o secretário de Desenvolvimento Econômico, que também preside a Câmara de Dirigentes Lojistas de Niterói, Fabiano Gonçalves, a regionalização é “fenomenal”. “Niterói é referência para todo o Centro-Leste do Estado do Rio de Janeiro”, diz.

O diretor-presidente da CCR, concessionária que controla as Barcas, a Ponte Rio-Niterói e a Via Lagos, Márcio Roberto Morais e Silva, comemorou. “Niterói precisava de um jornal com o alcance e a força do DIA. Moro em Niterói e posso dizer que a população daqui lê, discute, dá e forma opinião. O caderno chegou em boa hora”, afirmou o empresário.

O secretário de governo de Niterói, Rivo Gianini, falou sobre as características do público leitor. “Niterói tem uma das maiores taxas de escolaridade média do país. Temos massa crítica nas áreas política, econômica, cultural e esportiva. Agregar mais um veículo da qualidade do DIA amplia ainda mais o nível de informação da cidade”, afirmou Rivo Gianini.

Viviane e Hermínio gostaram do que encontraram no primeiro número do caderno ‘O DIA Niterói’Estefan Radovicz / Agência O Dia

O vereador Waldeck Carneiro, também professor da UFF, destacou a importância da chegada de um novo veículo. “Democratizar a informação é o caminho. O jornal tem forte apelo carioca e grandes chances de ganhar a simpatia dos niteroienses também”.

O deputado federal Chico D'Angelo (PT) também acredita que a recepção da população será positiva. “A iniciativa é muito boa. Será mais uma fonte de informação qualificada”, disse o parlamentar.

O presidente da Câmara dos Vereadores, Paulo Bagueira, fez uma previsão. “Pela primeira edição, já se pode dizer que o caderno está prometendo. A recepção do público será boa, sim”, previu ele.

‘Somos uma cidade leitora’

Alguns depoimentos prestados pelos presentes ao evento no MAC:

Fabiano Gonçalves, secretário de Desenvolvimento Econômico e presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas: “A cidade, que tem uma qualidade de vida muito boa, tem forte demanda por informação.”
Rivo Gianini, secretário de Governo: “É de extrema importância ter mais um veículo de comunicação. Temos uma demanda eclética.”

Waldeck Carneiro, vereador: “Estou muito orgulhoso da matéria sobre o Salão da Leitura que saiu domingo. Somos uma cidade leitora. Vivemos, em Niterói, um momento de esperança depois de um período de desilusão.”

Chico D'Angelo, deputado federal: “Mais uma opção de jornal enriquece a cidade. O DIA tem tradição. Temos uma população bem informada e conectada.”

Você pode gostar