PM entra em campo com 40% a mais de efetivo na estreia do Brasil na Copa

Policiamento será reforçado a partir da próxima quinta-feira, num total de 960 homens e mulheres

Por O Dia

Rio - O time que veste azul já foi escalado. Uma seleção formada por policiais militares do 7º BPM (São Gonçalo), do 12º BPM (Niterói) e do 35º BPM (Itaboraí) já está em campo para garantir a segurança dos torcedores e turistas no período da Copa do Mundo em Niterói, São Gonçalo, Maricá e Itaboraí.

Mas o policiamento de Niterói será reforçado, a partir de quinta-feira, dia do primeiro jogo do Brasil. São 40% a mais de PMs, num total de 960 agentes distribuídos pela cidade durante o Mundial. O esquema de segurança foi montado há um mês, e o número de policiais nas ruas aumentará sempre que a Seleção se apresentar. O planejamento vai até 31 de julho.

Com efetivo numeroso%2C a sensação de segurança aumentaráAlessandro Costa / Agência O Dia


Para aumentar o efetivo diário, o 4º Comando de Policiamento de Área (CPA), responsável pela região que vai de Niterói à Região dos Lagos, implantou o Regime Adicional de Serviço (RAS) compulsório. A pé, em carros ou em bases fixas, eles farão patrulhamento pela orla, ruas de Niterói e locais com grande concentração de pessoas, como Barreto, Icaraí e Piratininga, bairros onde haverá telões transmitindo os jogos.

Pontos turísticos, como o MAC, a estação das barcas, os terminais rodoviários e o entorno da rede hoteleira também serão vigiados. “Teremos aumento do número de pessoas nas ruas, inclusive de turistas, devido à proximidade de Niterói com o Rio. O comando da corporação nos deu as diretrizes, e cada batalhão fez seu planejamento porque cada área tem uma peculiaridade. Ainda não sofremos o impacto desse aumento de pessoas, mas não podemos esperar que isso aconteça. Já estamos preparados”, afirmou o chefe da seção de Planejamento e Operações do 4º Comando de Policiamento de Área (CPA), major André Luiz Caetano.

Reforço na Ponte

Na Ponte Rio-Niterói, por onde passam milhares de pessoas por dia, a PM vai contar com mais um reforço: a Polícia Rodoviária Federal, responsável também pelo patrulhamento em trechos ao longo de 40 quilômetros da BR-101 (Niterói-Manilha). Câmeras de segurança do Centro de Comando e Controle da PRF, que ficam na base da instituição na Ponte, vão ajudar os agentes a acompanhar a movimentação de veículos ao longo da BR-101.
São 270 câmeras que permitem ver o que acontece até Campos, no Norte Fluminense. As redes sociais também estão na mira da Polícia Militar.

“O turista fica mais exposto porque, muitas vezes, não sabe andar aqui, se perde pelo caminho e corre o risco de entrar em algum lugar perigoso. Vamos ficar atentos a isso e, também, às nossas demandas de sempre, que são os assaltos em coletivos e os veículos suspeitos que trafegam pela nossa área. As câmeras nos ajudam a monitorá-los e abordá-los. Elas já nos ajudaram a prender muitos criminosos”, contou o chefe da 2ª Delegacia da Polícia Rodoviária, Francisco Paulo Ribeiro.

Reservas vão atuar se houver manifestação

Seleção nem sempre só ganha com titulares. Além das unidades operacionais, a Polícia Militar poderá contar com um time reserva para situações de conflito, como manifestações. A Força de Ação Tática (FAT), criada especialmente para o evento, já está aquartelada.

Em dias de jogos, o grupo contará com 30 homens e, nos outros dias, serão 10. De acordo com o major André Caetano, eles poderão agir ainda na capital, se houver necessidade.

Para monitorar a movimentação de pessoas na região, o 4º CPA criou uma rede de informações com a Niterói Empresa de Lazer e Turismo (Neltur), as delegacias de Polícia Civil, os batalhões e, principalmente, a rede hoteleira. “Se houver problemas mais graves em qualquer lugar, saberemos logo”, explicou o major André Luiz Caetano.

Últimas de _legado_Niterói