Por leonardo.rocha
Publicado 24/10/2014 23:21 | Atualizado 24/10/2014 23:35

Niterói - Hoje é o último dia para conferir Qualquer Gato Vira-Lata Tem Uma Vida Sexual Mais Sadia que a Nossa, no Teatro Eduardo Kraichete, em Icaraí. O texto é de Juca de Oliveira e mostra, de forma divertida, as confusões e loucuras dos relacionamentos modernos. A direção é de ninguém menos que Bibi Ferreira.

Victor Frade (esq)%3B Monique Alfradique e Marcos NauerDivulgação



Segundo o autor, “as mulheres deixaram de ser a caça para se tornarem caçadoras" e é a partir daí que a peça se desenrola. A história já esteve nas telonas, quando foi estrelada por Cléo Pires, Dudu Azevedo e Malvino Salvador. Na versão do tablado, a niteroiense Monique Alfradique é quem vive a protagonista Tati e contracena com Victor Frade (Conrado) e Marcos Nauer (Marcelo). A atriz está feliz em se apresentar 'em casa'.

“É muito bom estar mais uma vez na minha cidade. A primeira vez que subi ao palco e decidi ser atriz de fato, foi em Niterói, no Teatro Abel. A cidade é meu refúgio, tem um valor muito importante pra mim. É sempre uma satisfação muito grande estar em cartaz aqui”, declarou a atriz, que já foi paquita da Xuxa, passou por diversas novelas da Rede Globo e esteve à frente da bateria da Viradouro, em 2012.

Qualquer Gato Vira-Lata começa quando Tati, decepcionada pelo término d namoro com Marcelo, vai até o auditório da faculdade para se esconder e acaba em uma palestra do professor Conrado sobre o evolucionismo de Darwin. A partir daí, com ajuda do professor, a jovem começa a aprender como as leis da natureza estão interligadas com os relacionamentos amorosos.

“É uma peça muito divertida, com identificações imediatas. O professor Conrado explica através da teoria da evolução de Darwin o comportamento masculino e como deve ser a postura das mulheres a partir disso. São situações bem cômicas”, comentou.

Um dos maiores prazeres da atriz foi poder trabalhar com a lendária Bibi Ferreira. “É uma grande realização pra qualquer atriz da minha geração ser dirigida pela Bibi. Principalmente no meu caso, porque comecei no teatro. Ela é uma referência para todos nós. Fiquei nervosa no primeiro dia de ensaio com ela, mas saiu tudo da melhor forma possível... nos acolheu e elogiou. Foi maravilhoso”, disse.

Você pode gostar