Por marina.rocha
Niterói - Esse ano não vai ser igual aquele que passou... pelo menos para o veterinário Márcio Pinto de Castro, de Pendotiba. À frente do bloco infantil Querubim, criado há três anos, ele resolveu inovar e ir além do batuque. No próximo sábado, às 10h, na Praça Getúlio Vargas, em Icaraí, vai colocar o bloco na rua e recolher fantasias que serão doadas às crianças internadas com câncer. A ação é uma troca. O pequeno folião que fizer uma doação vai ganhar uma camisa do Querubim. 
Márcio Pinto e a criançada estão na expectativa para o desfile solidárioDaniel Castelo Branco / Agência O Dia

A ideia do Carnaval Solidário surgiu, ano passado, quando Márcio descobriu que a filha Maria Valentina, de 3 anos e meio, tem neuroblastoma, um tipo de câncer que ataca crianças.“Foi um baque, um sofrimento”, conta ele.

Mas Tininha, como é carinhosamente chamada pela família, está bem, se tratando e, mês que vem, vai fazer um transplante de medula. Até lá, a menina vai se divertir no Querubim com a irmã Maria Mariana, de 5, e dos amigos.

“Vamos levar um pouco de alegria às crianças nos hospitais”, conta ele. A página do evento no facebook já tem dezenas de seguidores e comentários de internautas se propondo a ajudar.

Quem também inovou no foi o Saias na Folia, que criou um posto nada comum na festa momesca: o Rei de Bateria! Nada mais justo para um grupo formado só por mulheres! A eleição será na próxima sexta-feira, às 19h, no Bloco C, onde o cordão ensaia, na Rua Visconde de Sepetiba 215, Centro.
Meninas do Saias na Folia fazem votação para escolher ‘muso inspirador’ nos dias de Momo Daniel Castelo Branco / Agência O Dia

O concurso acontece desde que o Saias foi criado, há seis anos. Além dos jurados, as integrantes da bateria também podem opinar. “Como somos só mulheres decidimos ter o nosso rei de bateria”, explica uma das diretoras do bloco Ana Beatriz Tinoco, 22 anos.

E a atual majestade do Saias é o assistente jurídico Jorge Torquatto, eleito Rei Momo de Niterói para o Carnaval de 2015. Ele ocupou o posto também em 2013. “É muito orgulho fazer parte desse grupo. Vale muito a pena disputar esse posto”, aconselha ele. E nessa competição está o estudante de administração Allan da Silva, de 22 anos, que já tem adversários. “Será uma honra estar à frente dessas mulheres. Sou encantado pelo trabalho delas”, revela ele.

Publicidade
Primeiro a garantir a coroa, o passista Luís Felipe Oliveira, o Karijhó, 22 anos, relembra a emoção de ter sido rei. “É a melhor sensação do mundo. São as mulheres mostrando que sabem fazer samba”, elogia Karijhó. O Saias também está recebendo fantasias para o Querubim até a próxima sexta-feira no Bar Bloco C.