Por marina.rocha
Esse é o hamster da pequena Catarina DuarteDivulgação

Niterói - Eles foram o centro das atenções semana passada, em Brasília, e ganharam as manchetes dos jornais em todo país. Mas, essa de virar celebridade não foi nada legal para os hamsters e três esquilos-da-Mongólia, que foram soltos no plenário da CPI da Petrobras. Muito ágeis e pequenos, por pouco não foram pisoteados.

Um deles até ficou ferido, mas, por sorte, o deputado Ricardo Izar (PSD-SP), presidente da Frente Parlamentar em Defesa dos Animais, estava no plenário e os resgatou.

Embora estejam sob cuidados, os roedores podem vir a desenvolver algum problema no futuro devido ao estresse pelo qual passaram, segundo o veterinário e especialista em animais silvestres Maurício Davidovich, da Veterinária Ypiranga, em Laranjeiras. E não é para menos. Imagina o desespero deles em um lugar desconhecido e sendo perseguidos por dezenas de pessoas? Valei-me São Francisco de Assis!

Maurício explicou que os hamsters são mansos e dóceis, mas quando assustados podem se tornam agressivos e até morder. Fora isso, esses animais se adaptam a qualquer ambiente e temperatura.

Que o diga Catarina Duarte, de 10 anos. Ela ganhou o animal (foto) de uma tia. Mas, quem morre de amores por ele é a mãe dela, Flávia Duarte. Tanto que uma frase dita pela menina já virou mantra na casa. “Mamãe, o hamster é meu, e eu é que sou sua filha”.

Maurício explicou ainda que eles não são portadores de zoonoses graves, o que os tornam ainda melhores para conviver com os humanos. Segundo ele, por não se tratar de animal da nossa fauna, são asiáticos, seu comércio no Brasil é liberado.

Eles são muito usados em pesquisas, apesar do clamor mundial pedindo a extinção de uso de animais em estudos. Na Fundação Oswaldo Cruz, em Manguinhos, existe até o Centro de Criação de Animais de Laboratório, comandado pela veterinária Carla Campos.

Numa escala de animais para estudos, os hamsters ocupam o quinto lugar, segundo Carla. É na pesquisa de processos infecciosos, como leishmaniose, entre outros, que eles são empregados. Mas Carla faz questão de ressaltar que a Fiocruz segue as recomendações técnicas e éticas dos manuais internacionais e que todas as pesquisas com uso de animais feitas por eles devem ser aprovadas por uma comissão de ética. Ela frisa ainda que usam animais apenas quando não existem métodos alternativos validados para teste sem eles. Melhor assim.

Tire sua dúvida

Luísa Palmieri, Camboinhas: 

Está difícil dar comprimido à minha shi tzu. Já tentei pastinha e frutas.

Flávia C. R. do Nascimento:

Dependendo da medicação ela pode ser manipulada em em farmácia veterinária em forma de biscoitos com sabores que mais atraem seu animal (doce ou salgado). Ideal entrar em contato com o veterinário para ele reavaliar a maneira de dar esse remédio.

O Faruk está disponível para adoçãoDivulgação

Me leva?!

Olá. Sou o Faruk, tenho 2 meses e já sou castrado. Estou à procura de uma família para sermos felizes juntos. Mensagens: [email protected]

Agora é lei

O uso de cães para serviços de vigilância e segurança com fins lucrativos está proibido em todo o Estado do Rio. A nova lei foi promulgada sexta-feira pelo presidente da Assembleia Legislativa do Rio, Jorge Picciani (PMDB). De autoria do deputado Paulo Ramos (PSol), a norma prevê multa de 100 UFIRs (R$ 271,19) por animal para quem descumprir a determinação. O valor pode ser dobrado em caso de reincidência. “Os protetores me procuraram relatando abusos e maus tratos que ocorrem com esses cães. Esse tipo de prática é uma exploração”, disse Paulo Ramos. Os cachorros agradecem!

Adoção surpresa

Olhem que ideia fantástica! O projeto Animais Valiosos e a Associação Quatro Patinhas vão trocar, por um dia, cães e gatos à venda em pet shops por peludos para adoção. Mas, os clientes só saberão disso após perguntarem o preço do animal. Assim, poderão levar para casa o bichinho que quiserem sem gastar nada. A próxima ação ação é dia 16 de maio na Essencial Pet Creche Escola. R. Conde D'Eu 126, Barra.

O sanitário para pets custa R%24 39%2C90Divulgação

Patinhas secas

Seu pet nunca mais vai molhar as patinhas na hora de fazer xixi. É que chegou o sanitário para Cães da Amfpet , muito mais prático e fácil de usar porque tem a parte superior vazada, fazendo com que a urina escorra pelos espaços, em formato de ossinhos, o que o torna também mais higiênico. No shoptime.com/petshop a R$ 39,90. À venda também pelo 4003-1020 (24 horas).

Você pode gostar