Saiba os cuidados especiais que devem ser tomados com os pets no inverno

Assim como os humanos, eles sentem frio e precisam estar aquecidos para não adoecer

Por O Dia

Niterói - O frio está chegando e com ele a preocupação com com os problemas de saúde típicos da estação. É tempo também de tirarmos os casacos e edredons do armário. Mas, e os bichos? Sentem frio? Ficam doentes? O que fazem para se aquecer? Devemos ter cuidados especiais com eles no inverno?Sim. Foi a resposta para todas essas perguntas que a veterinária Mabel Vaz deu. Ela é a responsável técnica pelo Hospital Veterinário do Centro Universitário Anhanguera de Niterói (Unian).

Se as dúvidas são pertinentes, as respostas para elas não são nada mirabolantes. Assim como nós, os animais tremem de frio, ficam mais encolhidos, procuram locais mais aquecidos e ficam juntos uns dos outros. Suas patas e orelhas também tendem a ficar mais frias.

É fundamental usar camas%2C casas e cobertores para aquecer os animaisReprodução Internet

Tudo bem que eles buscam alternativas para se esquentar, mas podemos e devemos dar uma forcinha, não é? Mabel explica que é fundamental usar roupas, camas, casas ou cobertores para abrigá-los das baixas temperaturas. No entanto, no caso das vestimentas e mantas, a veterinária alerta para dois cuidados importantes. O primeiro deles é saber se o animal tem ou não alergia ao tecido e se a roupa está do tamanho adequado.

Outra medida é para os animais de pelos longos. Devido ao tamanho, eles podem embolar na roupinha. Por isso, explica Mabel, a escovação no inverno deve ser reforçada para evitar tosa. Afinal, o pelo também ajuda a aquecê-los. Mesmo com tanto cuidado, os peludos também podem adoecer no inverno. Tosse frequente em cachorros pode ser sinal de traqueobronquite infecciosa ou tosse de ganso, que pode evoluir para pneumonia. Já os gatos podem desenvolver a rinotraqueíte felina, que provoca espirros e corrimento nasal, podendo levar à obstrução das narinas e dificuldade respiratória, além de conjuntivite e outros sintomas.

Segundo Mabel, apenas a traqueobronquite infecciosa pode ser transmitida aos humanos. Ambas possuem vacinas e, nos felinos, devem ser dadas nos primeiros meses de vida e anualmente. Animais que sofrem de dores articulares devem ter atenção especial no inverno. Ela aconselha a não passear com eles nos dias frios. Já aquele banho quentinho que adoramos no inverno pode ser dado nos peludos, desde que o dono não saia com eles depois na friagem e seque-os com o secador. E o mais importante: não esqueçamos de aquecer nossos corações e cuidar sempre dos animais em todas as estações do ano.

TIRE SUA DÚVIDA

Joana Blass, São Francisco: Meu cão foge sempre que abro o portão. Já fiz de tudo, mas ele não obedece.

Flávia C. R. do Nascimento, veterinária: É uma característica dele. Pode tentar adestrá-lo ou sempre colocá-lo em local preservado e seguro, sem coleira, quando tiver que manter o portão aberto. Brigar não vai valer a pena. Ele tinha que ter sido ensinado a não fugir desde pequeno.

Shakira tem 4 anos e está castradaDivulgação

ME LEVA?!

Sou Shakira, de 4 anos, e muito sociável. Estou castrada e vacinada. Fiquei muito tempo presa numa cordinha. Contato: paulasimor@hotmail.com

PROTEÇÃO AMBIENTAL

O vice-presidente da Comissão da Alerj de Defesa dos Animais, deputado Jorge Felippe Neto (PSD), vai fazer uma inspeção no Batalhão de Ações com Cães (BAC) e no Regimento de Polícia Montada (RPmont), ambos da Polícia Militar. O parlamentar tem recebido denúncias de desleixo com os animais nas duas unidades. A data ainda não foi marcada. Os animais agradecem!

PARA COLORIR 

Na onda de livros para colorir, nossos peludos não poderiam ficar de fora. O Grupo Editorial Record está lançando ‘Gatos — O livro de colorir’, com ilustrações de Marjorie Sarnat criadas especialmente para quem ama os felinos. Relaxe e inspire-se com os bichanos. Pré-venda por R$ 22 na saraiva.com.br/gatos-o-livro-de-colorir-8882286.html. Nas livrarias apenas em junho.

VACINA GRÁTIS

Atenção, pequenos e médios produtores de São Gonçalo! Este mês a Subsecretaria de Agricultura vai vacinar, de graça, animais contra a febre aftosa. Após a aplicação, que é obrigatória a todos os criadores de gado, os proprietários devem comprová-la, por meio de declaração, no Núcleo de Defesa Agropecuária na Alameda São Boa Ventura 770, Fonseca, Niterói. A segunda fase da campanha é em novembro, mas apenas para os bovinos e bubalinos de até 24 meses. Fiquem atentos para o rebanho não se contaminar e ter que ser sacrificado.


Últimas de _legado_Niterói