Por marina.rocha
Harmonização no lançamentoDivulgação

Rio - Há 140 anos chegavam ao sul do Brasil, vindos da Itália, os imigrantes de uma família que, com muita luta, conseguiu se impor como uma das mais prestigiadas vinícolas brasileiras.

Tudo começou na terceira geração com Seu Luiz e Dona Maria, os fundadores da vinícola Casa Valduga e continua com seus três filhos João, Juarez e Erielso e os netos, que já estão no negócio familiar.

Nessa semana, os Valduga vieram ao Rio para comemorar a data porque foi aqui, em 1985, vindo de ônibus lá de Bento Gonçalves, que João Valduga lançou o primeiro vinho da Casa.

E foi num delicioso almoço na linda Chácara de Laranjeiras, que João e Juarez se emocionaram e comoveram todo mundo ao falar do pai, da mãe e da infância difícil no interior — foi preciso entrar num seminário católico para ter estudo gratuito. E ainda declararam com orgulho que foi a teimosia e garra de Seu Luiz em plantar videiras num país onde não havia tradição do vinho, que garantiu o sucesso da vinícola.

A chef carioca Livia Fortuna foi a responsável por nossa viagem gastronômica, e a carta de vinhos trouxe um mix dos melhores da Casa Valduga e dos importados pela Domno, um braço do grupo.

Os trabalhos foram abertos com o chileno Kalfu Sumpai, um sauvignon blanc do Atacama, bem mineral. Em seguida, veio o premiado Gran Leopoldina, um Chardonnay muito especial da Casa Valduga.

Como primeiro prato, um cherne ao limão siciliano harmonizado com o espanhol Frontadura Verdejo. Divinos! Depois, com a carne, o tinto argentino Vistalba, também de produção familiar, e fomos apresentados ao chileno Maquis Franco.

De sobremesa, sorvete de creme com amêndoas e uma maravilhosa geleia de café da Casa Madeira que deu o toque perfeito. Harmonizou bem com o delicioso português Thasos Moscatel de Setúbal e com o Casa Valduga RSV Moscatel, frutado e leve.

E sabia que eles foram pioneiros no enoturismo? Em 2014, receberam 250 mil pessoas no Vale da Videiras, em Bento Gonçalves.

Também foi lançado o novo rótulo Origem Cabernet Sauvignon Seco, Demi Sec e Chardonnay.
Célio Fortes é representante da Casa Valduga em Niterói e vende todos os vinhos que provamos. Seu telefone é 2622-4508. E o grupo Famiglia Valduga vende seus produtos no www.familiavalduga.com.br.

CORONA NAS CABEÇAS

O Queen Jardim e o de São Francisco agora estão vendendo a bela cerveja Corona. Ela ficou mega conhecida após a estreia do filme Velozes e Furiosos 7 e caiu no gosto popular. É que o personagem Dominic Toretto, vivido pelo ator Vin Diesel, passa a maior parte do filme bebendo a cerva mais famosa do México. Queen Jardim: R. Leandro Motta 8. Tel.: 3629-1556 Queen São Francisco: Av. Quintino Bocaiuva 219. Telefone: 2610-9049.

Combo de Espettos com 6 opções do petisco por R%24 55%2C80Divulgação

PETISCO NO ESPETO

O Espetto Rio, no Jardim Icaraí, lançou um novo e variado cardápio e o destaque fica por conta do Combo de Espettos com 6 opções do petisco por R$ 55,80. Rua Dr. Leandro Mota 140. Telefone: 3254-6346.

THREE MONKEYS EM ITAIPU

A Blueberry Pie Coffee & Co., em Itaipu, agora serve a cerveja artesanal Three Monkeys Golden Ale. De alta fermentação, ela é dourada e tem generosa espuma cremosa. A long neck custa R$ 16. Est. Francisco da Cruz Nunes 7.288, loja 124, Cancún Center.

DIA DO HAMBÚRGUER

No próximo dia 28 é o Dia do Hambúrguer e o Outback comemora com o seu clássico The Outbacker Burger (R$ 34,90), que traz um hambúrguer de 200g com maionese, tomate, alface, cebola, picles, queijo e fritas. E tem também o picante The Mad Max (R$ 34,90). No Billabong Hour é a vez do Ridgy Didgy Mini Burgers (R$ 38,50). Para acompanhar, o gostoso milk-shake da casa (R$ 12,50) nos sabores baunilha, chocolate, morango ou cookies ‘n cream. Eles vêm coberto com chantilly e são servidos numa garrafinha linda. No Plaza Shopping. Piso 1.

AULA SHOW NA GRUTA

No próximo dia 26, às 20h, o chef Alexandre Henriques e Dona Henriqueta, da Gruta de Santo Antônio, fazem Workshop Gastronômico com harmonização de vinhos. O evento terá Moqueca de Camarão com Farofa crocante de limão siciliano, Cherne Atlântico, e pudim de laranja, ensinados pela matriarca. Para se inscrever, entre em contato com a casa. Serão 25 vagas. R. Silva Jardim 148, Centro. Telefone: 2621-5701.

Coluna de Suzana Blass


Você pode gostar