Café Reserva vai ganhar cardápio com mais personalidade

Atualmente o espaço, em Icaraí, só trabalha com tortas, quiches e salgados

Por O Dia

Alexandre Loyola e a sócia-esposa Clarice Azeredo%3A vem novidade aíMaíra Coelho / Agência O Dia

Niterói - Para quem passa de carro, o Café Reserva fica meio escondido entre as árvores na Rua Nóbrega, quase esquina com Cinco de Julho. Mas, se você estiver caminhando, não há como deixar de reparar na fachada azul forte com portas de casa antiga. E aí... querer entrar, óbvio.

A casa é da carioca Clarice Azeredo que, ao se apaixonar pelo niteroiense Alexandre Loyola, mudou de mala e cuia para a cidade há 20 anos.

Depois que o filho do casal nasceu, ela, que vem de uma família de comerciantes, abriu o Café e isso já faz uns 13 anos.

Eles só trabalham com tortas, quiches e salgados escolhidos a dedo entre fornecedores. Mas isso pode mudar: Alexandre, que sempre trabalhou na área de Tecnologia da Informação, resolveu largar tudo para fazer Gastronomia na Unilasalle e o futuro chef quer dar mais personalidade à casa, criando seus próprios quitutes. Ele pensa em abrir para almoço servindo refeições bem transadas. Clarice diz que nunca viu o marido tão feliz. E ele ainda faz poesias...

O Reserva trabalha com o café Toledo, feito com grão 100% da espécie arábica especial tipo exportação, que vem de São Paulo. Faz a diferença nos expressos, cappuccinos ou macchiatos que servem. É um café gourmet moído à vácuo e eles também vendem o pacotinho com 250gramas, para quem quiser levar.

Resolvi provar um pãozinho ligeiramente doce e todo passado no parmesão, o que deu um contraste perfeito entre o adocicado e o queijo, e ainda tem recheio de requeijão. Acompanhado de um expresso é muito bom!

A maioria das tortas repete as variedades que encontramos em alguns lugares, mas as de bem-casado são especialmente deliciosas. Tem recheada de damasco e amêndoas, de morango com pedacinho da fruta e de chocolate com avelã. Também levam chantilly. A de damasco é maravilhosa!

Provei também uma diet de aveia com banana bem legal. E tem chocolate com banana que é zero de acúcar.

Os brigadeiros com nutella fazem sucesso e as opções de quiche, para quem não gosta tanto de doces, são uma boa pedida. Tem queijo com cebola, vegetariana e espinafre com ricota.

Pãozinho recheado com requeijão vai muito bem com um expressoMaíra Coelho / Agência O Dia

O casal é super simpático e o ambiente bem agradável. Durante a tarde, eles recebem bastante gente e parece que todos são fregueses de carteirinha.

CERVEJAS DE INVERNO

A partir de hoje é, oficialmente, inverno e o sommelier de cerveja Gustavo Renha nos presenteou com uma lista de estilos e rótulos da bebida para se curtir, com prazer, a estação mais fria do ano.

BOCK - Estilo clássico da escola alemã, essa cerveja tem um corpo médio/leve, é escura e traz um sabor de leve torrado com um dulçor de caramelo. Aquece e harmoniza muito bem com queijos gouda. Baden Baden Bock, Paulaner Salvator, Bamberg Bambergerator.

BARLEY WINE - Cerveja clássica da escola inglesa, ela tem uma cor avermelhada muito bonita, forte presença de malte no sabor e aroma e dulçor marcantes. O teor alcoólico é alto - 9%. Harmoniza bem com um bom charuto. Baden Baden Red Ale, Bohemia Reserve, Anchor Barley Wine.

BELGIAN STRONG DARK ALE - Um belo exemplar da escola belga, essa cerveja é escura, com notas de chocolate, café, especiarias, leve dulçor equilibrado com o amargor. Alcoólica - 8.5%. Muita complexidade no copo, e muito prazer na boca. Harmoniza bem com um foundue de chocolate. Delirium Nocturnum, Rochefort 8, Mistura Clássica Volúpia.

IMPERIAL IPA - De cor acobreada e forte sabor de malte, esse estilo da escola americana traz notas cítricas, frutadas e extremamente amargas. Excelente para quem gosta do sabor extremo e de lúpulo, elas andam na casa dos 9.5% de álcool. Harmoniza bem com pratos apimentados : Colorado Vixnu, Noi Amara, Brewdog Hardcore ipa.

IMPERIAL STOUT - Cerveja preta, licorosa, forte, encorpada e alcoólica, traz notas de café, chocolate, torrado e amargor. Considerada uma cerveja extrema, tem exemplares na faixa de 11% de álcool. Harmoniza com sorvete de creme, torta floresta negra: Wäls Petroleum, Bierland Imperial Stout, Fullers Imperial Stout.

Coluna de Suzana Blass

Últimas de _legado_Niterói