Nova geração do slackline na área

Reforma do Slack Park de Icaraí é conquista dos praticantes do esporte. E já tem aula rolando por lá

Por O Dia

Niterói - Point dos esportes praianos da cidade, Icaraí tem um espaço voltado para os praticantes do slackline. Na faixa de areia em frente à rua Pereira da Silva, o Slack Park - que andava degradado e sem condições de uso - passou por reforma e voltou à ativa com todo vapor. E tem mais novidade vindo aí: há planos de instalar um outro espaço assim na praia de São Francisco.

O Slack Park de Icaraí%2C que fica em frente à Rua Pereira da Silva%2C tem capacidade para sete fitas esticadas. Os praticantes arriscam diversos saltos André Mourão / Agência O Dia

A estrutura é simples, toras de madeira são fixadas na areia e então é só prender a fita e começar a andar. O desafio é ter equilíbrio e arriscar algumas manobras no ar.

Quem está levantando o esporte por aqui é o Grupo Humildade Slackline. Um dos integrantes, Pedro Marinho, de 18 anos, explica que Niterói foi berço do slack no Brasil. “A prática começou em Itacoatiara com o Neto (campeão mundial), o Marcio e uma galera. Eles gravavam vídeos que serviram de inspiração para o pessoal mais novo”, disse.

E hoje as duas gerações se encontraram. Marcio Cardoso, 29, e o Pedro estão começando uma escola de slack lá em Icaraí com mensalidade a partir de R$ 80. Eles já têm duas alunas: as irmãs Laura Vila Real, 11, e Maria Vicente, 12. E as instruções vêm dando resultado...“Tem que manter a postura, abrir os braços e olhar para um ponto fixo”, contou Laura que já consegue atravessar a fita e manter algumas posições mais difíceis.

O ‘time’ de Niterói do slack ganhou reforço no último mês. É que o atual campeão mundial da modalidade, Pedro Rafael, 19, saiu de Fortaleza e veio morar na cidade. Agora ele pretende usar uma parte de seu prêmio (R$ 30 mil) para investir em escolinhas de slackline em comunidades daqui. O projeto ainda é embrionário, mas o objetivo é grande. “Ninguém nunca acreditou em mim, agora eu quero acreditar nas pessoas. Quero fazer a diferença para o esporte. Levar o slackline para as Olimpíadas”, revelou Pedro Rafael.

CAMPEONATOS

No ano passado rolou a primeira edição do Circuito Carioca de Slackline. Cerca de 60 atletas participaram da competição, e Icaraí recebeu a segunda etapa da disputa. Esse ano a praia será palco da final do campeonato, em setembro.

Organizador do evento por aqui, Pedro Marinho diz que o visual é um diferencial da praia. E a ideia a longo prazo é trazer uma etapa do mundial para Niterói. “Quero fazer um grande evento aqui, no nível do que teve de vôlei de praia. Tem tudo a ver. Temos um atleta, o Neto, que é referência mundial do slackline”, falou Pedro, afirmando ainda que os praticantes do esporte estão se organizando para fundar uma confederação nacional.

Últimas de _legado_Niterói