Audi lança combustível próprio para veículos

O e-gas usa sistemas pouco ou nada poluentes e deve estrear em uma versão do A3

Por O Dia

Rio - Em tempos ecologicamente corretos, a indústria automotiva mundial busca caminhos para diminuir a dependência única e exclusivamente do petróleo. E as soluções são as mais diversas, como a utilização de combustíveis alternativos e menos poluentes — o etanol e o GNV são dois exemplos. A Audi, por sua vez, segue por outro viés.

Modelo deve estrear novo combustível da AudiDivulgação


A marca irá inaugurar, em Werlte, na Alemanha, a primeira usina de produção de e-gas, que será obtido a partir da eletricidade ‘verde’ — oriunda de sistemas elétricos pouco ou nada poluentes —, da água e do dióxido de carbono (CO²). E para obter o e-gas, a unidade produtiva realiza duas etapas distintas.

Na primeira delas é utilizado um processo de eletrólise. Este faz uso apenas do excedente de eletricidade ‘verde’ para dividir a água em oxigênio e hidrogênio — o hidrogênio, aliás, poderá, em futuro próximo, abastecer os veículos que forem equipados com célula de combustível.

Em seguida, a fábrica utiliza processo de metanização. Neste, o hidrogênio reage com o CO² e produz o metano sintético — batizado pela Audi de e-gás. Praticamente idêntico ao nosso GNV, o e-gas será distribuído pela rede de gás natural da Alemanha e servirá de combustível para o novíssimo A3 Sportback g-tron, que será lançado oficialmente durante o Salão de Frankfurt, em setembro.

Usina de gás da Audi na AlemanhaReprodução Internet


Eficiência compacta

Previsto para chegar ao mercado europeu em outubro, o A3 Sportback g-tron é mais uma das apostas da Audi no desenvolvimento de carros mais eficientes no consumo de combustíveis e menos poluentes. De acordo com a marca das quatro argolas, as emissões de CO² são inferiores a 95 gramas por quilômetro.

Equipado com um motor quatro cilindros TSFI 1.4 litro que recebeu modificações nos sistemas de turbo e de injeção — são 110 cv de potência máxima —, o A3 Sportback g-tron poderá ser abastecido com gasolina, GNV ou e-e-gas. Com os dois últimos combustíveis, o hatch alemão terá autonomia de até 400 km. Já quando abastecido somente com gasolina, o modelo poderá rodar até 900 km.

Últimas de _legado_Automania