Por leandro.eiro

Guararema (SP) - Em tempos de crise no mercado global de automóveis, boa parte das apostas das montadoras focam no mercado brasileiro, o quarto do mundo e bem aquecido. Vivemos um momento de chegada de novos produtos e fábricas. Seguindo a tendência, a Nissan lança o Altima para nós, o seu sedã grande campeão de vendas nos EUA.

Nissan Altima%3A fabricante japonesa quer espaço entre os grandesDivulgação


Estreante em nosso país, o modelo tem suas qualidades para conquistar o consumidor. A fabricante japonesa entrega um mix de tecnologia, segurança e conforto no seu top. O preço é interessante para um segmento que está acostumado com as centenas de milhares — R$ 99.800.

O Nissan Altima chega em única versão, SL, equipada com motor 2.5 litros de 182 cavalos de potência. Em conjunto, o confortável câmbio CVT. A sua aquarela é composta por apenas três cores chatas que agradam o brasileiro — preto, prata e branco. Nos EUA, há um vermelho e um azul muito interessantes.

A lista de equipamentos do sedã grande é pomposa e traz, além do padrão para carros do segmento, itens louváveis. Os destaques ficam para o banco inspirado em pesquisas de ergonomia da NASA, a agência espacial norte americana, e o sistema de segurança que monitora situações de ponto cego e mudança de faixa.

Os principais rivais do Altima são os Hyundai Sonata e Azera, os Kia Optima e Cadenza, o Volkswagen Passat, o Honda Accord, o Toyota Camry e o líder Ford Fusion. Buscando a competitividade no segmento, a Nissan concederá aos compradores do Altima três anos de garantia e revisão com preço fechado.

Interior requintado conta com bancos inspirados em estudos da NASADivulgação


Impressões

Conforto é a palavra associada a experiência de dirigir o Altima. Espaço interno, isolamento acústico eficiente, direção precisa e rodar agradável proporcionado pelo dueto do câmbio CVT e suspensão — esta do tipo multilink na traseira com amortecedores ZF Sachs. Os bancos, batizados de ‘gravidade zero’, se mostraram bastante confortáveis, que facilitam o acesso aos recursos disponíveis no console e na tela de sete polegadas, trio ergonomicamente correto. O que destoa do conjunto harmônico é o freio de mão, acionado através de um pedal abaixo da coluna de direção, como em picapes. Comum nos EUA, mas estranho para nós em um carro desta categoria.

Em um percurso mesclado de rodovias, estradas vicinais de asfalto, paralelepípedo e terra batida ao redor do município de Guararema, no interior paulista, o sedã grande mostrou bom desempenho. O motor 2.5 é satisfatório nas acelerações e retomadas, que ficam mais agressivas quando é acionado o modo Sport. O câmbio CVT, de relações contínuas, traz a opção ‘DS’ que simula trocas de marchas — um leque de possibilidades visando agradar diversos tipos de motoristas.

Nissan Altima custa R%24 99.800Divulgação


Digno de carros premium, o Altima conta com recursos sofisticados para oferecer segurança aos seus ocupantes. Além dos seis airbags, um sistema de segurança alerta para mudanças aleatórias de faixa, na presença de automóveis nos pontos cegos do veículos e ao perceber objetos em movimentos durante a marcha ré. Estas e outras funções são exibidas de forma interessante no painel, que traz um Altima reproduzido em 3D para identificar os controles atuando.

Na sua quinta geração, pois os EUA já conviveram com outras quatro, o Nissan Altima chega para aumentar a gama de produtos da fabricante japonesa no Brasil. Com 2% de participação no mercado brasileiro, a montadora investe para chegar aos 5% até 2016.

Você pode gostar