Por leandro.eiro
Rio - A Honda lançou nesta semana a pedra fundamental de sua nova fábrica, em Itirapina, no interior de São Paulo. A planta, prevista para começar suas operações em 2015, vai produzir a terceira geração do monovolume Fit, o sedã City e o SUV compacto Vezel, apresentado recentemente no Salão de Tóquio.
Novo Honda Fit será o primeiro modelo a ser produzido na futura fábrica da HondaDivulgação


Os japoneses vão investir no total cerca de R$ 1 bilhão na nova unidade, que vai ocupar uma área de 5,8 milhões de metros quadrados. A fábrica terá capacidade para produzir 120 carros por ano e deve gerar 2 mil empregos diretos. O projeto está incluído na meta da Honda de atingir 5% de participação no mercado brasileiro e dobrar sua capacidade de produção nacional, ou seja, entregar 240 mil carros por ano.

Mundial
Publicidade
A Honda apresentou nesta semana em Nova Déli, na Índia, a nova geração do sedã City. O modelo começará a ser produzido e vendido naquele país já em janeiro do ano que vem e, por enquanto, não tem data confirmada da produção nacional.
O sedã exibe um visual novo, que converge com as características do atual. Apesar do novo conjunto ótico, grade, para-choques e lanternas, ainda há identificação com o modelo corrente, principalmente na lateral.
O novo City manteve algumas características que o consagraram.Divulgação


Sem perder as características do segmento, o novo Honda City oferece mais espaço para os seus ocupantes. Ele segue com 4,40 m de comprimento, 1,69 m de largura, mas agora há 1,49 m de altura (mais 10 mm em relação ao anterior) e 2,60 m de entre-eixos (ganho de 50 mm).

Debaixo do capô, o motor 1.5 a gasolina evoluiu. Porém, os indianos terão a oportunidade de optar pela nova variante diesel, também 1.5 litros. No Brasil, o atual City é impulsionado por um 1.5 flex, com 116 cv de potência.

O CVT, de volta

Uma nova plataforma compacta será responsável para montar o novo Fit e o utilitário Vezel — o futuro modelo da Honda que vai integrar o promissor mercado dos SUVs compactos.

Honda Vezel: quer tirar sua fatia no bolo do EcoSport, Duster e Tracker Reprodução Internet


Publicidade
Contudo, a terceira geração do Fit pode chegar ainda em 2014, saindo da fábrica de Sumaré (SP). Outras boas notícias no pacote da Honda é o retorno do câmbio CVT ao monovolume, que integrava a primeira geração, mas cedeu lugar à um câmbio automático na geração atual e o fim do tanquinho de gasolina para partidas a frio.