O Hyundai Antiprius está à caminho

O híbrido Plug-In Ioniq tem formas reveladas e mostra belo design sobre pacote convincente

Por O Dia

Rio - A dinastia do Toyota Prius pode enfim ser ameaçada com a chegada do Hyundai Ioniq. A marca coreana vai apresentar o carro só em março, no Salão de Genebra, mas tratou de adiantar as informações. O híbrido será disponibilizado nas versões convencional (quando a recarga da bateria é feita pelo motor a combustão), por fonte externa (recarga plug-in) e puro elétrico.

Por fora o desenho foge do padrão de carros híbridos exóticos e é bem agradávelDivulgação

Por se tratar de um carro totalmente novo, o Ioniq usa uma plataforma inédita, rica em alumínio e aço de alta resistência. O objetivo é ter pouco peso para compensar a massa da bateria. São 1.380 kg no total, boa medida dadas as devidas considerações. Na montagem, o componente de polímero de lítio está situado bem baixo e na seção dianteira do veículo. No eixo traseiro a suspensão é multibraço.

Os números do Ioniq são: potência total de 152 cv resultante do motor elétrico de 47 cv mais uma unidade 1.6 litro a gasolina, de 105 cv e dotado de injeção direta. O câmbio associado é de dupla embreagem. Outro indicador interessante é o coeficiente aerodinâmico (Cx), de 0,24 — um dos melhores encontrados em carros de produção. 

Por dentro%2C destaque para o conforto e para a grande tela central%2C que facilita o acesso aos parâmetrosDivulgação



Últimas de _legado_Automania