Por helio.almeida
Os líderes dos partidos de oposição ingressaram, há pouco, com uma representação na Corregedoria da Câmara para a abertura de investigação das denúncias feitas durante a discussão da Medida Provisória (MP) 595, conhecida como MP dos Portos. A oposição quer saber se há indícios para uma eventual sindicância ou inquérito.
As denúncias foram feitas pelo líder do PR, deputado Anthony Garotinho (RJ), na semana passada. Durante o debate da matéria em plenário. “Esta MP esta cheirando mal, como disse alguém aqui. Não está cheirando mal, não; é podre! Não a MP original que veio: eu me refiro ao que foi produzido aqui”, disse Garotinho na ocasião.
Publicidade
O líder do PSDB, deputado Carlos Sampaio (SP), declarou que seu partido não tem condições de votar a MP depois das denúncias que foram feitas durante a discussão da matéria. “A MP é importantíssima para o país, mas vem com vícios que sabemos quais são. O que ocorre é que agora o PSDB não se sente mais à vontade porque não sabe o que está votando”, disse.
Assinam a representação, além de Carlos Sampaio, os líderes do DEM, deputado Ronaldo Caiado (GO), e do PPS, deputado Rubens Bueno (PR).