Por julia.amin

Fortaleza - Um carro da equipe de reportagem da TV Diário, de Fortaleza, que estava cobrindo o protesto, foi queimado e destruído por um grupo de manifestantes nesta quinta-feira. A Polícia Militar (PM) tenta dispersar a multidão a Avenida Dedé Brasil e das ruas laterais com tiros de bala de borracha.

A manifestação começou na frente da Universidade Estadual do Ceará (UECE). De lá, os ativistas caminharam pela avenida Dedé Brasil, mesmo caminho utilizado pelos torcedores que vão ao jogo. Por isso, policiais militares da Tropa de Choque e oficiais da Força Nacional fizeram um bloqueio a cerca de três quilômetros do estádio. Assim que os manifestantes se aproximaram da barreira policial, torcedores tiveram dificuldade de passar pelo local. Sem sinalização, muitos deles não sabiam para onde seguir para chegar ao Castelão e acabaram entrando em ruas de terra de uma favela na região.

Você pode gostar