Vitrais depredados na Catedral de Brasília serão trocados sem custo

Pároco do local explica que reposição não terá custos porque as peças ainda estão dentro da garantia

Por O Dia

Brasília – Os três vitrais da Catedral Metropolitana Nossa Senhora Aparecida, em Brasília, danificados por vândalos nas manifestações do último dia 20, serão substituídos em até 15 dias, informou à Agência Brasil o padre George de Albuquerque Tajra, pároco do local. Segundo ele, a reposição não terá custos porque as peças ainda estão dentro da garantia.

“A empresa que fez a restauração vai se encarregar de repor os vidros quebrados sem custo. Isso só foi possível porque as peças ainda estão do prazo de cinco anos de garantia”, declarou o padre. Ele reiterou ser a favor de mobilizações democráticas, desde que as manifestações ocorram sem badernas nem depredações.

No fim da manifestação do último dia 20, vândalos promoveram um quebra-quebra na Esplanada dos Ministérios, arrancando lixeiras e placas de trânsito, além de destruir holofotes e paradas de ônibus. Na confusão, um grupo atirou pedras na Catedral de Brasília, trincando três vitrais. O monumento também sofreu duas pichações na parte externa. Horas antes, vândalos tinham invadido e depredado o Palácio do Itamaraty.

Projetada pelo arquiteto Oscar Niemeyer e com vitrais desenhados pela artista francesa Marianne Peretti, a Catedral de Brasília passou quatro anos em reforma e tinha sido reinaugurada em dezembro do ano passado. Resistentes às variações de temperatura, as placas de vidro usadas na restauração foram produzidas na Alemanha. As peças foram cortadas no Brasil e montadas na catedral por Luidi Nunes, um dos vitralistas mais respeitados do país.

Últimas de _legado_Brasil