Governo de SP proíbe manifestações em rodovias paulistas

Multa de descumprimento é de R$ 20 mil por hora. Os caminhoneiros pedem redução no preço dos pedágios e dos combustíveis, mudanças na legislação e mais segurança

Por O Dia

São Paulo - O Governo do Estado de São Paulo conseguiu nesta terça-feira liminar na Justiça que proíbe as manifestações do Movimento União Brasil Caminhoneiro nas rodovias paulistas. A decisão do juiz Randolfo Ferraz de Campos, da 14ª Vara da Fazenda Pública, que também abrange os acessos das rodovias, atende pedido da Procuradoria Geral do Estado (PGE) e estabelece multa de R$ 20 mil por hora à associação, em caso de descumprimento.

O juiz declarou que as manifestações podem causar "proporção não definível com consequências igualmente não passíveis de definição, mas sempre com prejuízos de vulto até mesmo a terceiros”.

Em nota, o Governo do Estado afirmou reiterar seu compromisso com manifestações pacíficas e democráticas e assegurar que elas sejam respeitadas. No entanto, anunciou que as medidas foram tomadas porque os protestos não podem causar prejuízo aos direitos de toda a população.

Os caminhoneiros pedem redução no preço dos pedágios e dos combustíveis, mudanças na legislação e mais segurança. Os protestos ocorrem, deste segunda-feira, em todo o país.

Últimas de _legado_Brasil