Por helio.almeida

São Paulo - Um grupo de policiais foi preso na manhã desta segunda-feira durante uma operação conjunta entre a Polícia Civil, Secretaria de Segurança Pública e o ministério Público, em Campinas, São Paulo.

Até o fim da manhã, seis pessoas, entre elas dois delegados, haviam sido presas acusadas de roubo, corrupção e extorsão. O número de mandados de prisão deve chegar a 30.

Entre os detidos está o supervisor da unidade de investigações do Departamento Estadual de Investigações sobre Narcóticos (Denarc), Clemente Castilhone Junior. Segundo seu advogado, não foi informado o motivo da prisão.

O promotor Amauri Silveira Filho, do Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco) de Campinas, informou que haverá uma segunda etapa da operação em São Paulo, em Campinas e em uma terceira cidade não divulgada.

Promotores realizaram, por cerca de quatro horas, buscas dentro da sede do Denarc, um dos mais importantes departamentos da Polícia Civil de São Paulo. Os detidos foram encaminhados à Corregedoria da Polícia Civil.

Você pode gostar