PMDB defenderá fim da reeleição, diz Henrique Alves

Presidente da Câmara confirmou indicação de Vaccarezza (PT) para coordenar grupo que debaterá reforma política

Por O Dia

Brasília - Idealizador do grupo de trabalho que discutirá a reforma política, o presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), disse nesta terça-feira que seu partido defenderá o fim da reeleição e a proibição de financiamento de campanha direto para os candidatos.

Segundo Henrique Alves, as mudanças valeriam apenas para as eleições de 2018. “Em algumas conversas com o PMDB duas [propostas] estão caminhando para amadurecimento: primeiro, não permitir mais, em hipótese alguma, o financiamento pelo candidato e, segundo, a tese de que a partir de 2018, [terá] o fim do reeleição”, disse o peemedebista.

O presidente da Câmara ainda confirmou a instalação, nesta terça-feira às 14h30, do grupo de trabalho que debaterá a reforma política. Ele reafirmou a indicação do deputado Cândido Vaccarezza (PT-SP) para coordenar os trabalhos, apesar das divergências internas no PT.

Últimas de _legado_Brasil