Dois policiais envolvidos com tráfico em SP se entregam à Corregedoria

Quatro policiais civis continuam foragidos. Traficantes pagavam até R$300 mil por ano em propinas

Por O Dia

São Paulo – Dois policiais investigados pelo Ministério Público de São Paulo e pela Corregedoria-Geral da Polícia Civil se entregaram nesta quarta-feira à corregedoria-geral da corporação. A informação foi confirmada pela Secretaria de Segurança Pública.

Gilson Iwamizu dos Santos e Jandre Gomes Lopes de Souza se apresentaram à Corregedoria Reprodução


Os investigadores Gilson Iwamizu dos Santos e Jandre Gomes Lopes de Souza, ambos da 3ª Delegacia da Divisão Especial de Apoio ao Demacro (Deap), do Departamento Estadual de Repressão ao Narcotráfico (Denarc), estavam foragidos desde a última segunda-feira. Os dois se apresentaram à corregedoria acompanhados de seus advogados. Suspeitos de envolvimento com o tráfico de drogas em Campinas e na capital paulista, eles foram presos e encaminhados a um presídio da Polícia Civil.

Santos, Souza e mais 11 policiais tiveram a prisão preventiva decretada na segunda-feira, suspeitos de envolvimento com traficantes de drogas. Sete deles já haviam sido presos no mesmo dia. As investigações indicam que eles recebiam entre R$ 200 mil e R$ 300 mil por ano em propinas, pagas por traficantes. Os policiais responderão por crimes de formação de quadrilha, roubo, tortura e extorsão mediante sequestro.

Quatro policiais civis continuam foragidos: Daniel Dreyer Bazzan, Danilo da Silva Nascimento, Leonel Rodrigues Santos e Silvio Cesar de Carvalho Videira. Quem tiver informações sobre o paradeiro deles pode ligar para o Disque Denúncia 181. A secretaria manterá sob sigilo a identidade do informante.

Últimas de _legado_Brasil