Recesso parlamentar deixa pedido das ruas para depois

Senadores e deputados ficarão longe por 15 dias

Por O Dia

O Congresso Nacional entra em recesso branco a partir desta quarta-feira. Com isso, não votará projetos de lei, medidas provisórias e Propostas de Emenda à Constituição (PECs) por 15 dias, período que os parlamentares ficarão longe dos trabalhos na Câmara e no Senado.

Os presidentes Renan e Alves (Senado e Câmara) durante solenidade do lançamento do novo portal do LegislativoDivulgação

Oficialmente, o recesso só pode ocorrer após a votação da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), que não ocorreu. Senadores e deputados decidiram que não convocarão sessões plenárias para a votação de projetos.

Os projetos da chamada “agenda positiva”, que o Congresso elaborou para dar uma resposta às manifestações que se espalharam pelas ruas do país, só serão votados em agosto.

Entre as propostas que ficarão para o segundo semestre está a que destina 75% dos royalties do petróleo para a educação e 25% para a saúde.

Últimas de _legado_Brasil