Por helio.almeida

Dois membros da banda Gurizada Fandangueira ser√£o ouvidos nesta quinta-feira, sobre a trag√©dia na boate Kiss, em Santa Maria (RS), que resultou em 242 mortes no inc√™ndio ocorrido no dia 27 de janeiro de 2013, no estabelecimento onde o grupo se apresentava. Segundo as investiga√ß√Ķes, o inc√™ndio come√ßou com uma apresenta√ß√£o pirot√©cnica durante o show da banda.

Amigos de vítimas de incêndio na boate Kiss clamam por justiça Diego Valdevino / Agência O Dia

O baterista Eliel Bagesteiro de Lima e o guitarrista Rodrigo Lemos Martins vão relatar o que viram na noite da tragédia. Até agora, 48 clientes e ex-funcionários da boate já prestaram depoimento. Desde junho, sobreviventes do incêndio participam dos depoimentos do processo criminal. Uma reconstituição do incêndio deve ser feita até o final do ano.

Outra audi√™ncia est√° marcada para 19 de agosto, onde ser√£o ouvidas outras v√≠timas, assim como o gerente da casa noturna, Ricardo de Castro Pasche, considerado uma das v√≠timas mais importantes do processo. Ele chegou a ser indiciado por homic√≠dio pela Pol√≠cia Civil, mas a den√ļncia foi arquivada pelo MP.

Indiciamentos

São réus no processo criminal, por homicídio e tentativas de homicídio, Elissandro Spohr (Kiko) e Mauro Londero Hoffmann, sócios da Kiss; Marcelo de Jesus dos Santos, vocalista da banda Gurizada Fandangueira e Luciano Bonilha Leão, produtor da banda.

O inqu√©rito policial indiciou 16 pessoas criminalmente e responsabilizou outras 12. J√° o MP denunciou oito pessoas, sendo quatro por homic√≠dio, duas por fraude processual e duas por falso testemunho. A Justi√ßa aceitou a den√ļncia. Com isso, os envolvidos no caso viram r√©us e ser√£o julgados.

Conclus√Ķes

At√© agora, as conclus√Ķes da investiga√ß√£o s√£o: O vocalista segurou um artefato pirot√©cnico aceso no palco; As fa√≠scas atingiram a espuma do teto e deram in√≠cio ao fogo; O extintor de inc√™ndio do lado do palco n√£o funcionou; A Kiss apresentava uma s√©rie das irregularidades quanto aos alvar√°s; Havia superlota√ß√£o no dia da trag√©dia, com no m√≠nimo 864 pessoas; A espuma utilizada para isolamento ac√ļstico era inadequada e irregular; As grades de conten√ß√£o obstru√≠ram a sa√≠da de v√≠timas; A casa noturna tinha apenas uma porta de entrada e sa√≠da; N√£o havia exaust√£o de ar adequada, pois as janelas estavam obstru√≠das.

Você pode gostar